História

Quais são as principais características do feudalismo? As 11 mais importantes

Quais são as principais características do feudalismo?Quais são as principais características do Feudalismo?

Aas principais características do feudalismo estavam na forma de divisão da sociedade: clero, nobres e servos. O poder estava centralizado no senhor feudal, o dono das terras. O clero cuidava da espiritualidade e os camponeses trabalhavam em troca de terem terra para cultivar.

Nos nossos estudos sobre a Idade Média, falamos sobre o feudalismo, modo organizacional que predominou na Europa durante aquele período. Como este é um assunto essencial para quem está estudando história mundial para os vestibulares ou para o ENEM, hoje apresentaremos aqui as principais características do feudalismo.

Desta vez vamos explicar quais são as principais características do feudalismo em duas etapas.

Primeiro um resumo, se você estiver precisando de uma resposta mais rápida, depois a explicação com mais detalhes.

Neste artigo você encontrará:

  • Resumo do feudalismo
  • O que foi o feudalismo
  • O que eram feudos
  • Quando surgiu o feudalismo
  • Sociedade estamental na Idade Média
  • Principais características do feudalismo (Política, economia, cultura, arte, religiosidade)
  • Curiosidades

Depois de estudar, faça exercícios sobre o feudalismo.

Resumo do feudalismo

Resumindo, as principais características do feudalismo foram:

  1. Sociedade dividida em três grupos diferentes: clero, nobres e servos. Os primeiros uniam a sociedade, os segundos tinham terras e serviam aos reis ou a si mesmos, os terceiros trabalhavam manualmente nas terras em troca de proteção.
  2. Havia relações de suserania: O Suserano doava o feudo para um vassalo e recebia favores militares. O Rei era superior a todos na sua região.
  3. A economia era agrária. O comércio ainda não era forte.
  4. Divisão em feudos: O feudo era dividido em três, a parte do senhor feudal, o manso servil e o manso comunal.
  5. O feudalismo é a fusão de costumes germânicos e romanos.
  6. Concentração de poder. Os senhores feudais tinham o poder jurídico, econômico e político.
  7. A Igreja Católica era o principal vínculo de unidade da sociedade, alcançando com a moral caritativa cristã até o que a lei falhava em conseguir. Era responsável pelos doentes, pobres, condenados e já tinha hospitais, orfanatos, asilos e escolas.
  8. Havia muitas guerras por terras.
  9. A educação envolvia o Trivium (lógica, gramática e retórica) e o Quadrivium (Aritmética, música, geometria, astronomia).
  10. Houve um enorme florescimento da arte religiosa nas catedrais, artes plásticas, música e vitrais, muito desenvolvimento na arquitetura, e nas técnicas.
  11. A crise do feudalismo veio com a crise econômica, revoltas servis, guerras por disputa de terras, crescimento dos burgos, peste negra, etc.

O que foi o feudalismo?

O feudalismo foi um tipo de organização da vida da sociedade. Envolvia política, cultura, economia e tinha como base a posse de terras (os feudos). Esse modelo surgiu na parte ocidental da Europa no século V após a queda do Império Romano e se estendeu ao longa da idade média.

O que eram os feudos?

Os feudos eram terras (lotes) divididos em três partes. Uma era o manso senhorial, a parte específica e individual do senhor feudal (o dono) e além dela havia o manso servil e o manso comunal.

  • Manso servil: terras que os servos usavam. Eles não eram proprietários delas, apenas as usavam para tirar o sustento da família e pagar as taxas e impostos ao senhor feudal, que sedia essas terras a eles. A condição de servo passava de pai para filho, assim como o direito de usar estas terras.
  • Manso comunal: terras de uso coletivo. Eram os bosques, florestas e pastos. Em alguns feudos existiam regras para sua utilização. Não era incomum a proibição da caça realizada por servos em terras comunais. Mas eles podiam levar seus animais para pastarem lá, assim como pegar lenha.

Ei! Também fizemos um texto com várias questões sobre feudalismo para você treinar seus conhecimentos e fixar a matéria. Não esqueça de dar uma olhada!

Quando surgiu o feudalismo?

O feudalismo tem seu início no século V, depois da queda do Império Romano do ocidente, devido às invasões bárbaras e a outros fatores político-econômicos.

A sociedade feudal possuía genericamente três grupos de indivíduos.

Como era a sociedade estamental na Idade Média?

Dentre as principais características do feudalismo, abaixo detalhamos os três grupos sociais que tanto marcaram o período: o clero, a nobreza e os servos/camponeses.

principais características do feudalismo: estamentos sociais - clero, nobreza e servos

O clero e a Igreja no feudalismo

Quando se pensa em Idade Média, certamente vem a Igreja Católica na cabeça. Afinal de contas, ela era a principal instituição da época, a qual não apenas ensinava a moral e os costumes, como também possuía terras e mosteiros com escolas e locais para atendimento aos pobres e doentes.

Neste tempo, não havia unidade social, nem política, tudo era descentralizado. O único vínculo de unidade existente era o da fé cristã.

A Igreja detinha praticamente todo o conhecimento da época em suas grandes bibliotecas e monastérios. Mesmo com as invasões bárbaras a Igreja conseguiu preservar livros de filosofia e literatura, entre outros.

Além disso, ela mantinha trabalho de cópia e tradução do grego para o latim. Incentivava o ensino da aritmética, geometria, astronomia e música (quadrivium); e da gramática, retórica e lógica (trivium).

Ressalte-se que a Igreja foi a criadora das universidades. Havia também incentivo ao trabalho, regra inclusive predominante na vida monástica, junto à vida de oração.

A mobilidade social não era entendida como hoje se pensa em mudança de classes. Era comum cada indivíduo permanecer no seu grupo e se desenvolver, porém era possível a mudança. Alguns camponeses tornavam-se religiosos ou capitães, assim como também nobres se tornavam membros do clero.

A nobreza – laços de suserania e vassalagem – características políticas do feudalismo

Apesar de existirem reis, eles não possuíam muito poder político. São as figuras dos senhores feudais que mais chamam atenção. Afinal, eles eram os maiores proprietários de terra, controlavam as atividades econômicas e tinham pequenos exércitos capazes de defender seus vassalos.

Os senhores tinham total poder sobre seus feudos. Podiam ter suas próprias leis e seu próprio sistema de justiça. Além disso, eram eles que começavam ou terminavam guerras, sendo responsáveis pela defesa militar e proteção das suas propriedades.

Logo, os poderes jurídico, político e econômico eram monopolizados pelo senhor feudal. Em seus feudos eles decidiam tudo. Criavam suas próprias leis, eram os juízes, formavam seu próprio exército e declaravam guerras.

A relação de suserania – o nobre podia também ser chamado de suserano e doava um feudo a algum outro nobre. Esse que recebia a doação era chamado vassalo. Por essa doação ele se comprometia com seu suserano, tornando-se fiel a ele e ajudando militarmente se necessário. O suserano maior era o rei.

A vida dos servos

Servos não eram escravos, eram tratados como pessoas. Nem o escravo romano (rés = coisa) tinha uma liberdade como a do servo nesse tempo, pois o senhor feudal não tinha direito sobre suas vidas, já que eles faziam um pacto com seus senhores espontaneamente. Ou seja, sem coerção.

Sua função era cultivar a terra e seu produto servia tanto para seu sustento e de sua família (sim, eles podiam se casar e constituir família) como para o do senhor que o protegia e sedia a terra. Caso o servo morresse, sua terra e seus bens ficavam para os seus filhos, afinal não era lícito ao senhor vender as terras de seu servo.

O pacto que unia um senhor e um vassalo era a palavra, nada era assinado. Tratava-se de um juramento sagrado e que era respeitado na maior parte das vezes.

Contudo, não eram só os servos que faziam trabalhos braçais. Existiam também os “vilões” (não, não eram pessoas que praticavam o mal), eles eram homens que viviam em vilas, fora dos feudos e muitas vezes prestavam serviços aos lordes.

Os camponeses tinham menos condições que seus senhores. Alguns sofriam abusos e viviam na miséria, outros viviam com tranquilidade tirando o que era necessário para viver bem, outros ainda até conseguiam certa ascensão quando alguma nobreza enfraquecia e eles se tornavam verdadeiros donos da terra.

Eles tinham de pagar alguns impostos:

  • Capitação: imposto por cada pessoa da família
  • Talha: parte da produção entregue ao senhor feudal
  • Banalidade: pagamento para utilizar os bens presentes no feudo. Por exemplo, moinhos, fornos, estradas, etc

Você pode treinar para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito e online. Além disso, pode se planejar melhor com o nosso plano de estudos, também gratuito.

Mais algumas das principais características do feudalismo

Principais características políticas no feudalismo

A política estava basicamente nas mãos dos senhores feudais, que tinham fortalezas, exércitos e, é claro, as terras e os servos. Eram respeitados pela proteção de que eram responsáveis, alguns tinham dívidas com eles e outros tinham compromissos juramentados.

É claro que a Igreja Católica também exercia influência sobre os nobres, podendo até impedi-los de tomar certas atitudes, muitas vezes em defesa dos mais fracos. Porém, a Igreja também foi atacada pela nobreza que indicava padres mal formados para ocuparem cargos religiosos.

Principais características econômicas da baixa Idade Média

O comércio não era forte, as moedas ainda não possuíam muito valor, especialmente na Alta Idade Média.

As trocas que ocorriam eram feitas com produtos e serviços, não com ouro ou prata. Além disso, a produção de alimentos era para o consumo dos próprios feudos e era autossuficiente, não sendo necessário recorrer a outros produtores.

Principais características da cultura e arte medievais

O forte sentimento religioso que predominou o período medieval impactou também nas produções artísticas. Houve avanços na arquitetura, com as mais diversas catedrais construídas naquela época, estudos de técnicas de pintura, esculturas e composição de vitrais, obras estas que são destaques e estudadas até hoje.

Um detalhe sobre os vitrais é que serviam para ensinar pela imagem os que não sabiam ler.

O feudalismo caiu devido a uma série de fatores, como a peste negra, o surgimento da burguesia e das cidades grandes, o aumento populacional, a contracultura, etc.

Curiosidades

  • O feudalismo começou no oeste, mas se espalhou pelo restante do continente europeu.
  • Alguns reis se pensavam com poder sagrado, divino.
  • Quase sempre o castelo dos senhores feudais estava no meio das terras. Eram fortificados e alguns era verdadeiras obras de arte arquitetônicas.
  • Os nobres duelavam para resolver questões pessoais. Foi a Igreja que com a lei, conseguiu impedir que esses acontecimentos continuasse. O pensamento cristão não admitia lavar a honra com a morte do outro em um duelo.

Essas aqui são as principais características do feudalismo, importante período da Idade Média, um dos conteúdos exigidos nas provas de história do ENEM.

Saiba aqui tudo os temais que mais caem no Enem de cada matéria e como passar nos mais importantes vestibulares.

Você já decidiu que carreira vai seguir? Se ainda tiver dúvidas, veja como descobrir sua vocação.

Você sabe o que faz um profissional de TI? Ou um bacharel em direito?

Depois de decidir a área que pretende estudar, o ideal é encontrar a melhor faculdade que atenda suas pretensões.

Beduka surgiu em 2017 e apresenta uma relação completa de todas as universidades particulares e públicas reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Por meio de uma pesquisa simples você encontra informações sobre cada curso, avaliações, endereços e valores das mensalidades das universidades privadas.

Agora que você já descobriu as principais características do feudalismo, aprenda também:

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por profissionais de várias formações (professores, jornalistas, filósofos), sempre prontos a oferecer os melhores conteúdos educacionais com foco no Enem e colaborar com a formação de todos os alunos. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

2 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador