Biologia

Resumo do Sistema Endócrino

Resumo do Sistema EndócrinoResumo do Sistema Endócrino

O sistema endócrino tem a função de sintetizar os hormônios que atuam no organismo humano. Esses hormônios agem regulando diversas atividades do corpo e seu aumento ou déficit podem ocasionar várias alterações e doenças no organismo. 

O ENEM sempre cobra, no caderno de Ciências da Natureza e suas tecnologias, questões relacionadas à fisiologia do corpo humano. Dentro dessa matéria, o Beduka preparou um Resumo do Sistema Endócrino para você se preparar para as questões que surgem sobre o tema.

Confiram também o artigo completo sobre o Sistema Digestivo Humano.

Nesse artigo vamos trazer:

  • Resumo do Sistema Endócrino;
  • Glândulas do Sistema Endócrino;
  • Funções no Corpo Humano.

Aproveite e faça os Exercícios sobre Sistema Endócrino para testar os seus conhecimentos sobre o assunto.

Resumo do Sistema Endócrino

O sistema endócrino é o sistema responsável pela síntese de hormônios do organismo. Produzidos pelas glândulas, os hormônios são levados até os órgãos do corpo onde exercem suas devidas funções. O aumento ou diminuição de hormônios no ser humano pode ocasionar doenças e alterações fisiológicas.

O sistema endócrino atua em conjunto com o sistema nervoso, coordenando todas as funções do organismo. Esses dois sistemas são interligados pelo hipotálamo, que consiste em um grupo de células nervosas que se encontram na base do encéfalo.

Aprenda mais aprofundadamente tudo sobre o Sistema Nervoso.

Glândulas do Sistema Endócrino

Hipófise

hipofise

A hipófise é uma glândula que se encontra no centro da cabeça, abaixo do cérebro. Ela é responsável por produzir vários hormônios, e é considerada a glândula mestre do organismo humano, uma vez que ela estimula a atividade de outras glândulas.

A hipófise possui dois lobos, um anterior chamado adenoipófise que é o único lobo que produz hormônios, e um posterior chamado neuroipófise, que não produz hormônios.

Hormônios produzidos pela hipófise: 

  • Adrenocorticotrófico (ACTH): atua sobre as suprarrenais no controle do equilíbrio hídrico do corpo;
  • Tireotrófico (TSH): atua sobre a glândula tireóide, aumentando a taxa do metabolismo;
  • Folículo estimulante (FSH): no homem, contribui para a formação de espermatozóides, na presença de testosterona. Na mulher, estimula os folículos ovarianos;
  • Luteinizante (LH): atua sobre as gônadas, estimulando seu desenvolvimento. Estimula a produção de hormônios sexuais masculinos, principalmente a testosterona;
  • Hormônio do crescimento (GSH): estimula o crescimento do corpo humano. O excesso durante a puberdade determinada o gigantismo e seu déficit provoca o nanismo. Nos adultos, o excesso desse hormônio pode causar crescimento anormal em algumas regiões do corpo, como a mandíbula, as mãos e os pés, anomalia denominada acromegalia;
  • Prolactina: estimula a secreção de leite nos mamíferos.

Hipotálamo

É a região do encéfalo que produz hormônios que ficam armazenados na neuroipófise, ou que agem na adenoipófise através do estímulo ou da inibição de suas secreções. 

Hormônios produzidos pelo hipotálamo

  • Ocitocina: é o hormônio responsável por estimular as contrações uterinas;
  • Hormônio Antidiurético (ADH): é o hormônio que tem por função estimular a reabsorção de água pelos rins, deixando a urina mais concentrada. O déficit de ADH ocasiona a doença diabetes insípido, na qual a pessoa apresenta grande aumento do fluxo urinário, provocando muita sede, e normalmente acompanhada de grande apetite e perda da força muscular.

Confira também como funciona o Sistema Excretor.

Tireoide

tireróide

A tireóide é uma glândula que produz diversos hormônios responsáveis por controlar a velocidade do metabolismo celular, manutenção do peso e temperatura corporal, crescimento e ritmo do coração. 

A tireóide pode passar pois dois processos disfuncionais:

Hipertireoidismo

O hipotireoidismo é a atividade excessiva da tiróide, em que todo metabolismo humano é afetado: o ritmo de batidas do coração é maior, a temperatura corporal é mais alta que o usual, e o indivíduo perde peso devido à alta atividade e gasto de energia.

O quadro de hipertireoidismo pode causar doenças cardiovasculares, uma vez que o sangue circula pelo organismo com muito mais pressão. Se não tratada pode provocar o surgimento do bócio (inchaço no pescoço), e também a exoftalmia (olhos saltados).

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo é a baixa atividade da tireóide, fazendo com que o metabolismo fique mais lento, e causando inchaço em algumas partes do corpo. O ritmo cardíaco diminui drasticamente, o sangue circula mais lentamente e o gasto de energia é muito menor. O indivíduo tende a ganhar peso e as respostas mentais e físicas se tornam mais lentas. 

Hormônios produzidos pela tireóide

  • Tiroxina (T4) e Triiodotironina (T3): agem sobre a velocidade do metabolismo;
  • Calcitonina: responsável por diminuir o teor de cálcio no sangue quando se encontra em excesso no organismo.

Estude para o ENEM com nossos exercícios de Biologia.

Paratireoides

paratireoide

São quatro pequenas glândulas localizadas atrás da tireóide e que produzem o hormônio paratormônio. O déficit desse hormônio diminui a quantidade de cálcio no sangue, contraindo violentamente os músculos.

Hormônio produzido pelas paratireóides

  • Paratormônio: aumenta o teor de cálcio no sangue, quando este se encontra em baixa concentração no organismo. Seu mecanismo de ação é antagônico ao da calcitonina.

Timo

timo

O timo é uma glândula localizada entre os pulmões, e faz parte dos sistemas linfático e imunológico. Ele é responsável por produzir um hormônio que age na defesa do organismo do recém-nascido contra infecções.

O timo é um órgão que é mais desenvolvido durante o período pré-natal, e que, desde o nascimento até a puberdade, sofre o processo de involução, diminuindo de tamanho ao longo da vida.

Suprarrenais

glandulas-suprarrenais

As glândulas suprarrenais são duas glândulas que estão localizadas acima dos rins. A glândula suprarrenal direita possui formato triangular, enquanto a esquerda possui a forma de meia-lua.

Hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais

  • Glicocorticóides: estão relacionados com o metabolismo de glicose, agindo também como anti-inflamatórios; 
  • Mineralocorticóides: agem na manutenção dos níveis de sódio e potássio no sangue, interferindo na retenção ou na perda de água pelo organismo;  
  • Andrógenos: são responsáveis pelo controle das características sexuais secundárias masculinas. O excesso desses hormônios em mulheres pode ocasionar o aparecimento de barba e de outras características masculinas secundárias; 
  • Adrenalina: entre os principais efeitos da adrenalina podemos destacar:
  1. Taquicardia: aumento do ritmo cardíaco, impulsionando mais sangue para as pernas e braços, e, consequentemente, aumentando a capacidade de correr ou de se exaltar em situações tensas;
  2. Aumento da frequência respiratória e da taxa de glicose no sangue, liberando mais energia para as células;
  3. Contração dos vasos sanguíneos da pele, fazendo com que o organismo envie mais sangue para os músculos esqueléticos e, por esse motivo, o ser humano fica pálido e gelado.

Pâncreas

pâncreas

O pâncreas pode ser considerado uma glândula mista, pois, além de participar do sistema endócrino, produzindo hormônios, ele também participa do sistema digestivo, produzindo o suco pancreático e desempenhando um papel importante na digestão.

Aprenda mais sobre a digestão e todo o Sistema Digestivo Humano.

Hormônios produzidos pelo pâncreas

  • Insulina: controla a entrada da glicose nas células e o armazenamento no fígado, na forma de glicogênio. A ausência ou o déficit na produção de insulina causa o diabetes, que é uma doença caracterizada pelo excesso de glicose no sangue (hiperglicemia);
  • Glucagon: possui ação antagônica à insulina, agindo no fígado e estimulando a quebra de glicogênio em glicose. Quando o organismo fica sem se alimentar por muito tempo, o teor de glicose no sangue diminui bruscamente, podendo gerar a sensação de fraqueza, tontura, e até mesmo desmaio. Para evitar a hipoglicemia, o pâncreas age produzindo o glucagon. Após a quebra do glicogênio, a glicose é enviada para o sangue, estabilizando o nível glicêmico do organismo.

Glândulas sexuais

glandulas-sexuais

As glândulas sexuais (ou gônadas) do organismo são os testículos, que fazem parte do sistema reprodutor masculino, e os ovários, que fazem parte do sistema reprodutor feminino. Os testículos e os ovários iniciam sua produção de hormônios através do estímulo dos hormônios produzidos pela hipófise.

Hormônios produzidos pelas gônadas

  • Testículos: produzem a testosterona, que regula o aparecimento das características sexuais secundárias masculinas, como o aparecimento de barba, voz grave, entre outras. A testosterona também estimula a espermatogênese (formação de espermatozóides) e mantém o metabolismo através da síntese de proteínas as no sistema muscular;
  • Ovários: produzem diversos hormônios que agem no sistema reprodutor feminino.
  1. Estrogênio: Responsável pelo aparecimento das características sexuais secundárias femininas, como o crescimento das mamas, por exemplo. O estrogênio também estimula o crescimento da parede do útero (endométrio) durante o ciclo menstrual;
  2. Progesterona: responsável por manter o endométrio desenvolvido. Seu baixo nível no organismo faz com que o endométrio sofra a descamação, pois o baixo nível elimina o estímulo que mantinha o endométrio bem desenvolvido.
  3. HCG: responsável por estimular a produção de progesterona, que mantém a gravidez. O HCG começa a ser produzido no início da formação da placenta e, por esse motivo, é utilizado em testes de gravidez: como ele só é produzido quando há formação de placenta, níveis altos indicam gravidez.

Aprenda também como funciona o Sistema Reprodutor humano.

Além de conferir um Resumo do Sistema Endócrino, você pode testar seus conhecimentos de outras matérias respondendo algumas questões que caíram em edições antigas do Exame em nosso simulado gratuito.

Gostou de conferir um Resumo do Sistema Endócrino? Queremos te ajudar também a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por profissionais de várias formações (professores, jornalistas, filósofos), sempre prontos a oferecer os melhores conteúdos educacionais com foco no Enem e colaborar com a formação de todos os alunos. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador