Filosofia

Descubra quem foi Santo Tomás de Aquino e suas principais ideias!

Descubra quem foi São Tomás de Aquino e quais suas principais ideias!Descubra quem foi São Tomás de Aquino e quais suas principais ideias!

São Tomás de Aquino é um santo católico, padre e filósofo. Ele ingressou na ordem dos dominicanos e defendeu a união entre fé e razão. Tornou-se professor e grande estudioso de Aristóteles, sendo o principal representante da Filosofia Medieval Escolástica. Sua principal obra é a Suma Teológica, na qual descreveu 5 vias para provar a existência de Deus racionalmente.

Neste artigo sobre quem foi Santo Tomás de Aquino, você encontrará:

  1. Quem foi Santo Tomás de Aquino
  2. Qual era o pensamento de Tomás de Aquino
  3. Qual a influência de Aristóteles
  4. Principais ideias: 5 vias para provar a existência de Deus, política, ética
  5. Frases de São Tomás
  • Estudando para as provas? Conheça nosso Simulado gratuito, que pode ser personalizado com as matérias que você mais precisa!

Quem foi Santo Tomás de Aquino? Biografia

São Tomás de Aquino é um santo da Igreja Católica, padre, filósofo, professor e conhecido como “Príncipe da Filosofia Escolástica”. Ele nasceu na Idade Média em 1225, no Castelo de Roccasecca da Itália.

Desde criança sempre se interessou pelos estudos e também foi incentivado pelos monges beneditinos. Entrou em uma universidade de Artes Liberais, um método educacional formado pelo Trivium (Gramática, Lógica e Retórica) e Quadrivium (Aritmética, Geometria, Astronomia e Música).

Aos 19 anos e contra a vontade do pai, resolveu seguir sua vocação religiosa e se tornou um frei da Ordem dos Pregadores (dominicanos). Um ano depois, conheceu o padre Alberto Magno que era um filósofo alemão defensor do uso das ciências para o fortalecimento da fé.

São Tomás aprofundou a sua vida de padre e intelectual, escreveu mais de 60 obras e acabou ensinando Teologia e Filosofia nas Universidades e Conventos. Ele também participava dos grandes debates de seu tempo, chamado de Quaestio disputata (questões disputadas).

Contexto histórico

Nessa época o Catolicismo crescia e havia a necessidade de formar novos sacerdotes, além de levar as bases da civilização ocidental a todos os povos com que se deparasse. 

Assim, a Igreja incentivou a construção dos primeiros hospitais, asilos, universidades e escolas. Essas instituições continham bibliotecas que preservaram as obras gregas e romanas contra o vandalismo de povos bárbaros e islâmicos, após a queda do império romano

Foi São Tomás que resgatou e introduziu Aristóteles na Filosofia Medieval. As correntes medievais anteriores tinham estudado e baseavam-se em Platão, como a de Santo Agostinho. 

Qual era o pensamento de Tomás de Aquino?

O grande feito de Tomás de Aquino e a base de seu pensamento é a união entre fé e razão. Como estudioso da filosofia clássica, ele conseguiu perceber a relação que existe entre a lógica aristotélica e a fé cristã. Assim, criou uma ponte entre Filosofia e Teologia.

São Tomás entendeu que a razão é uma capacidade humana, também criada por Deus. Portanto, quando a razão é bem utilizada, ela consegue aproximar uma pessoa à base da fé

Porém, quando a filosofia tenta explicar todos os pontos da fé ou acha que sozinha  consegue explicar todo o mundo, ela acaba sendo incompleta e cai em erros.

Qual a influência de Aristóteles no pensamento de Santo Tomás de Aquino?

imagem-estatua-escultura-do-rosto-do-filosofo-grego-aristóteles

A influência de Aristóteles no pensamento de Tomás de Aquino é bem evidente, pois o tomismo é uma filosofia que se baseia nas ideias de Aristóteles. É a partir do conceito  aristotélico de Primeiro Motor Imóvel que São Tomás desenvolve seu pensamento de provar a existência de Deus.

  • Vamos entender como isso aconteceu:

O pensamento de São Tomás de Aquino teve origem no contexto da Quaestio disputata mencionado acima. O debate e argumentação em busca da verdade sempre foram incentivados pela Igreja, mas na época da escolástica focou-se em entender qual o valor da fé e da razão.

A filosofia até então explorada era a de Platão. De um lado havia os dialéticos que defendiam o uso da razão para explicar tudo, do outro havia os fideístas que queriam considerar apenas as Sagradas Escrituras como única fonte possível de verdade.

São Tomás sabia que tudo o que havia nas Sagradas Escrituras era verdadeiro, mas também entendia que Deus era misericordioso. Assim, os povos que não conheceram a Palavra, poderiam chegar aos conceitos básicos da fé pelo uso correto da razão.

Mesmo estando anos antes de Cristo e uma sociedade politeísta, Aristóteles desenvolveu um pensamento lógico que apontava a existência de um único ser supremo, completo e anterior a todos. São Tomás notou isso e entendeu que fé e razão eram conciliáveis.

A partir daí, a época da Escolástica ficou marcada pela Filosofia Aristotélica-Tomista, ou simplesmente Tomismo, devido à junção de elementos da Filosofia aristotélica e da Teologia cristã.

Principais ideias de São Tomás de Aquino

Além da união entre fé e razão, São Tomás continuou se aprofundando nas proposições de Aristóteles e foi aperfeiçoando cada ponto. Abaixo, colocamos os principais conceitos desenvolvidos:

Diferença entre essência, substância e existência

Os gregos observaram que existe um ideal das coisas formado pela sua essência. Isso é o que as tornam o que elas são. Para existir, acreditavam que essa essência deveria se materializar. Isso é assumir uma forma que se vê e se toca, chamada substância.

Porém, São Tomás acrescenta a noção de que a substância não define a existência, é apenas uma possível consequência. Ele argumenta e desenvolve o pensamento de que a essência existe em si mesma, mesmo sem se tornar física. Caso contrário os nossos pensamentos deveriam ser físicos. 

Assim o conceito da ontologia é resgatado, a parte filosófica que estuda a existência do ser em qualquer condição. Para Aquino, Deus é um exemplo de essência que não depende de substância para existir.

Cinco vias para provar a existência de Deus 

Imagem-de-são-tomas-de-aquino

As 5 vias são raciocínios que provam a existência de Deus apenas usando a razão.Esse pensamento é um regressão causal, ou seja, parte de um ponto e vai avaliando o que veio antes dele para o causar.

Baseando-se em Aristóteles, percebemos que o mundo sempre está em movimento e que a finalidade desse movimento é melhorar as coisas. Não existe nada em nossa realidade que seja absolutamente imóvel, até os relevos se modificam com o passar dos anos. Portanto, somente o que é perfeito pode ser imóvel.

A partir disso, podemos dizer que as coisas existem em duas formas ao mesmo tempo

  • Ato: é aquilo que é no presente, como existe agora. 
  • Potência é o que vai se tornar no futuro.

Exemplo:

A semente de uma árvore é uma semente em ato e uma árvore em potência. Por mais que no presente vejamos só a semente, alí dentro está todo o componente de uma árvore. Se não  houver coisas artificiais prejudiciais, naturalmente a semente vai se tornar uma árvore porque essa é a sua função.

Portanto, o movimento existe para transformar a potência em ato. Então, a semente se transforma em árvore, e a árvore passa a ser o ato.

Tende esses conceitos em mente, São Tomás elabora as 5 vias:

  • 1- O motor imóvel

No universo, todo movimento só existe porque há uma causa: se a folha cai, é porque ventou. Se ventou, é porque o ar se deslocou. Se o ar se deslocou, é porque houve diferença de pressão. Se houve diferença de pressão, é porque os átomos do ar se rearranjaram e assim por diante.

Por lógica, chegamos à ideia de que houve uma primeira coisa que causou o primeiro movimento do universo. Esse primeiro motor só pode ser imóvel, porque se fosse movido por alguém, deixaria de ser o primeiro.

  • 2- A primeira causa eficiente

Se a primeira causa é imóvel e o movimento só existe para aperfeiçoar, então a primeira causa é perfeita. Na linguagem comum, dizemos que algo é eficiente quando cumpre a sua função, portanto, ser perfeita é ser eficiente. Se cumpriu todas as funções, todas as potências já foram concretizadas, então também é ato puro.

Aqui fica evidente que São Tomás enxerga Deus como o primeiro motor imóvel e eficiente. Esse raciocínio lógico mostra que o primeiro ser é onipotente (pode tudo e só depende de si) e onipresente (está presente em tudo e antecede tudo), bem como a teologia cristã afirma.

  • 3- Ser necessário e seres possíveis

Se continuarmos o raciocínio, vemos que o primeiro ser é necessário para que todos os outros existam, pois ele é um ato com as várias potências. Portanto, existe o Ser Necessário (simplesmente é e não deixa de ser) e os seres possíveis (podem ou não existir, dependendo do Ser Necessário).

  • 4- Graus de perfeição

Nesta parte, vemos um argumento inspirado em Platão e misturado com Aristóteles. São Tomás acaba desenvolvendo um raciocínio de hierarquia das coisas, dependendo do quanto de ato e potência há nelas.

Quanto mais próximos de Deus, mais ato será porque menos tem que aperfeiçoar. Assim, surge a hierarquia das criaturas: Deus, anjos, humanos, animais, etc. 

Aquino é conhecido como “doutor angélico” porque conseguiu desenvolver um pensamento bem estruturado sobre os anjos e os demais seres.

  • 5- Governo supremo

Todo esse raciocínio deixa claro que há uma ordem no mundo, sendo a própria racionalidade uma forma de reconhecer a ordem que já existe. Isso é muito perceptível quando vemos o comportamento dos animais, das estações, das causas das coisas. Cada uma tem um grau de ordem.

Se conseguimos criar uma máquina que funciona ordenadamente, é porque temos inteligência. E se nós temos inteligência, é porque houve uma Inteligência suprema que nos ordenou assim.

Partindo disso, o primeiro motor deve conter toda a racionalidade em si, porque foi dele que veio toda a ordem das coisas seguintes. Assim, o universo só se mantém funcionando porque Deus ordenou as coisas dessa forma.

Ética, Verdade única e Direitos

pessoas-no-topo-da-montanha-com-o-sol-nascendo

No campo da ética, São Tomás de Aquino defendeu que a própria razão nos leva a agir de forma virtuosa, pois observamos que a mudança só existe com o intuito de melhorar.

Dessa forma, há uma Lei Natural no interior de nosso ser que nos leva a agir assim, se dermos ouvido a ela.

Porém, a virtude existe em dois grupos:

  • Virtude Cardinais – Bem como escreveu Aristóteles em Ética a Nicômaco, são 4:  prudência, temperança, justiça e coragem. Essas são as que podemos alcançar se vivermos a Lei Natural.
  • Virtudes Teologais – São dadas pela graça de Deus e alcançadas apenas de forma sobrenatural se combatermos as tendência do pecado original. Elas são 3: fé, esperança e caridade.

São Tomás de Aquino, usando as 5 vias para provar a existência de Deus, chega racionalmente à idéia de Verdade única e absoluta. O primeiro motor imóvel é aquele que é ato puro, portanto ele contém e é a Verdade. Dessa forma, ela não pode ser relativa.

Na política, Santo Tomás de Aquino enxerga a existência de diferentes leis:

  • Lei Natural está presente em todo o ser humano. Ela está associada ao instinto de preservar a vida, só que formulada racionalmente. Assim, o direito à defesa, a não ter a vida interrompida e a um local privado para se viver são elementos essenciais ao ser humano.
  • Leis Positivas que são criadas pelo homem para preservar a sociedade. Por fim, a 
  • Lei Divina que conduz o humano ao seu fim: chegar ao encontro com Deus na Eternidade.

Para Aquino e Aristóteles, o homem é um animal social e político. Daí surge a primeira forma natural de relação humana, a família. Em um segundo momento, as famílias se uniram a fim de se ajudar e formaram sociedades. Em um terceiro plano, a sociedade se organizou em um Estado para facilitar a mediação entre elas.

Portanto, o Estado se formou naturalmente mas deve existir subordinado à família. Ele deve servir e não ser servido, ser controlado e não controlar, além de ter a função de proteger as leis naturais. Assim, se a maioria das famílias possuem uma religião, moral e ética bem consolidadas, é justo que o Estado reflita isso.

Frases de São Tomás de Aquino

  • “A humildade é o primeiro degrau para a sabedoria.”
  • “O desordenado amor por si mesmo é a causa de todos os pecados.”
  • “Cuidado com o homem de um só livro.”
  • “A razão é a imperfeição da inteligência.”
  • “A arte é a razão correta na execução de um trabalho.”
  • “A comunhão destrói a tentação do demônio.”
  • “Para aqueles que tem fé, nenhuma explicação é necessária. Para aqueles sem fé, nenhuma explicação é possível.”

A sua principal obra é a Suma Teológica, um livro gigante em que todo seu pensamento filosófico é exposto e argumentado!

Além disso, escreveu diversos hinos e poemas para serem declamados e cantados nas paróquias durante os momentos de adoração a Deus.

Gostou do nosso artigo sobre quem foi Santo Tomás de Aquino? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador