LiteraturaMatérias

O que é Trovadorismo? Resumo, principais características e exemplos!

O que é Trovadorismo Resumo principais características e exemplosO que é Trovadorismo Resumo principais características e exemplos

O Trovadorismo foi um movimento literário e poético que surgiu durante a Idade Média. As cantigas são os principais registros da época, tradicionalmente divididas em cantigas de amor, de amigo, escárnio e maldizer. Foi o primeiro movimento literário da língua portuguesa. Por causa de sua importância vamos fazer um resumo do Trovadorismo.

Antes de começar a ler o resumo do trovadorismo, participe da nossa trilha de autoconhecimento, sobre personalidade e profissão. Agora sim, vamos lá!

O Trovadorismo é uma Escola Literária que surgiu durante a Idade Média. Ainda não sabe muito sobre esse movimento? Confira nosso artigo! Nele você encontrará:

  1. O que é Trovadorismo?
  2. Qual o contexto histórico do Trovadorismo?
  3. Quais as principais características do Trovadorismo?
  4. Quais os tipos de poesias e músicas do Trovadorismo?
  5. Qual a principal característica da cantiga de amor?
  6. Qual a principal característica da cantiga de amigo?
  7. Qual a principal característica da cantiga satírica?
  8. Quais os gêneros trovadorescos?
  9. Como foi o Trovadorismo em Portugal?

Em dúvida sobre qual carreira seguir? Conheça O Raio X do Beduka! Ele vai te proporcionar o autoconhecimento, consequentemente, facilitar a escolha da direção certa!

Depois desta leitura teste seus conhecimentos com os Exercícios sobre Trovadorismo!

As Escolas Literárias são temas bastante importantes e caem de forma importante no caderno de Linguagens, Códigos e suas tecnologias do Enem e de outros principais vestibulares!

Estude com o simulado do Beduka. É grátis!

O que é trovadorismo? Veja o Resumo.

O Trovadorismo foi um movimento literário que surgiu durante a Idade Média, mais precisamente no século XI no sul da França. Por isso, esse movimento se espalhou por toda a Europa e teve seu declínio no século XIV quando começou o Humanismo. Esse movimento foi a primeira manifestação literária da língua portuguesa.

Nessa época, as poesias (chamadas de cantigas) eram feitas para serem cantadas ao som da flauta, viola ou alaúde.

O trovador era o autor das composições. O cantor era chamado de jogral, e o menestrel era considerado superior ao jogral por ter mais instrução e habilidades artísticas, sabia tocar e cantar.

Os textos poéticos do Trovadorismo eram marcados por traços requintados da aristocracia e expressavam a veneração pela mulher. O Trovadorismo atingiu o seu ápice por volta de 1150 a 1170.

Qual o contexto histórico do Trovadorismo?

O Trovadorismo ocorreu durante a Idade Média, época em que a Igreja Católica e o sistema feudal dominavam a Europa. Por isso, os valores da sociedade eram regidos pela Igreja e pela fé no cristianismo.

Nesse contexto, o Teocentrismo – Deus no centro do Universo – foi sua principal característica. Sendo assim, o homem ocupava um lugar secundário, de criatura e não de criador, e seguia os valores cristãos.

Dessa maneira, a Igreja medieval era a instituição social mais importante e a maior representante da fé cristã. Ela ensinava os valores e influenciava diretamente o comportamento e o pensamento do homem.

Já o Feudalismo, ou sistema feudal, estava baseado numa sociedade rural e autossuficiente. Nele, o camponês vivia do trabalho no campo, cultivando para si (subsistência) e para o senhor que cedia as terras. Naquele momento, poucas pessoas eram estudadas, a maior parte delas eram monges.

Assim, a sociedade era dividida entre o clero (Igreja), a nobreza (senhores feudais) e a plebe (camponeses).

Quais as principais características do Trovadorismo?

As características mais marcantes da escola literária trovadora ou trovadorista são:

  • Relação entre poesia e música;
  • Gênero lírico e satírico;
  • Veneração ao ser amado;
  • Retratação da amizade;
  • Crítica ao contexto político e social;
  • Trocadilhos e termos ambíguos;
  • Retratação do modo de vida na aristocracia feudal.

Veja a explicação de cada uma dessas características a seguir!

Quais os tipos de poesias e músicas do Trovadorismo?

No Trovadorismo, poesia e música estão intimamente ligados. Os poemas e versos citados eram sempre acompanhados de instrumentos musicais, como: viola, lira, flauta e harpa. Por esse motivo foram chamados de cantigas trovadorescas.

As coletâneas das cantigas do período do Trovadorismo são chamadas de cancioneiros. Os cancioneiros mais conhecidos são: o Cancioneiro da Biblioteca de Lisboa e o Cancioneiro da Vaticana.

Quais os gêneros trovadorescos? Lírico e Satírico

O Trovadorismo era dividido em dois gêneros: o lírico e o satírico. Esses dois gêneros possuem características bem diferentes.

O gênero lírico englobava as cantigas de amor e as cantigas de amigo, que relatavam as sensações e os sentimentos envolvidos nestas relações. A produção literária e poética do período do trovadorismo era muito voltada à temática do amor e do sofrimento amoroso.

Já o gênero satírico fazia críticas ao modo de vida na sociedade feudal da época. Eram divididas em dois tipos: cantigas de escárnio e cantigas de maldizer. As duas eram cantigas que faziam sátiras ou deboches, mas existia entre elas a diferença em relação à forma como a sátira era feita. A cantiga de escárnio era mais leve e a cantiga de maldizer era mais direta e ácida no seu conteúdo.

Veneração ao ser amado: característica da cantiga de amor.

Nas cantigas de amor, os trovadores escreviam em primeira pessoa e era comum que eles se colocassem em uma posição de inferioridade e submissão em relação à mulher que amavam.

Existia uma forte tendência de veneração e adoração à mulher amada, que era idealizada e inalcançável, assim como o próprio amor era idealizado. O amor descrito era cheio de cortesia, mas era sofrido e tinha características de um amor impossível ou não correspondido.

Característica da cantiga de amigo :retratação da amizade

Nas cantigas de amigo o principal tema era o amor-amizade e a amizade. As cantigas de amigo eram protagonizadas por uma narradora feminina, não idealizada e humilde, que declarava a sua amizade a um amigo ou a um amor platônico.

Uma curiosidade sobre as cantigas de amigo é que, embora os trovadores que escreviam as cantigas fossem homens, estas eram escritas em primeira pessoa e sempre no feminino.

Crítica ao contexto político e social no Trovadorismo: característica da cantiga satírica.

Um dos temas principais das cantigas satíricas eram as críticas feitas ao modo de vida na sociedade feudal da época.

Trocadilhos e termos ambíguos

O uso destes termos era comum nas cantigas de escárnio, que eram mais leves e continham sátiras de maneira indireta. Estas cantigas eram formadas por frases com duplo sentido e com trocadilhos que, indiretamente, satirizavam o objeto da cantiga.

Retratação do modo de vida na aristocracia feudal

O Trovadorismo surgiu durante o ápice do Feudalismo, por isso muito do que foi produzido na literatura e na poesia na época refletia o modo de vida e os costumes sociedade aristocrática feudal.

Os comportamentos e valores da época, as relações entre os senhores feudais e os seus vassalos e as Cruzadas foram temas das cantigas trovadorescas. Muitas vezes o feudalismo e o modo de vida aristocracia eram descritos com sarcasmo nas cantigas satíricas.

Resumo do Trovadorismo em Portugal

O que foi o trovadorismo português? O Trovadorismo teve em Portugal o seu centro irradiador na Península Ibérica. Os Cancioneiros são os únicos documentos que reúnem características do Trovadorismo. São coletâneas de cantigas com características variadas e escritas por diversos trovadores. 

O Trovadorismo português teve seu ápice nos séculos XII e XIII, entrando em declínio no século XIV. O rei D. Dinis (1261-1325) foi um grande incentivador que prestigiou a produção poética em sua corte. Foi ele próprio um dos mais talentosos trovadores medievais com uma produção de 140 cantigas líricas e satíricas aproximadamente.

Além dele, outros trovadores obtiveram grande destaque: 

  • Paio Soares de Taveirós
  • João Soares Paiva
  • João Garcia de Guilhade
  • Martim Codax.

Veja abaixo uma das cantigas do Trovadorismo composta por Martim Codax:

Gostou do nosso resumo do Trovadorismo? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por profissionais de várias formações (professores, jornalistas, filósofos), sempre prontos a oferecer os melhores conteúdos educacionais com foco no Enem e colaborar com a formação de todos os alunos. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

6 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador