Português

Termos da oração: entenda quais são eles e como usá-los!

Descubra quais são os Termos da Oração e suas funções!Descubra quais são os Termos da Oração e suas funções!

Os termos da oração são aquelas palavras que têm uma função sintática bem definida. Eles podem ser divididos em três grupos de acordo com a sua relevância: termos essenciais (sujeitos e predicados), termos integrantes (complementos nominais, verbais e agente da passiva) e termos acessórios (adjuntos adnominais e adverbiais, aposto e vocativo). 

Neste artigo sobre os termos da oração, você encontrará:

  1. O que significa ser um termo da oração?
  2. Quantos e quais são os termos da oração?
  3. Termos essenciais, integrantes e acessórios 
  4. Exemplos explicados!
  • Estudando para as provas? Conheça o melhor Simulado gratuito do Brasil, que pode ser personalizado com as matérias que você mais precisa!

O que significa termos da oração?

Na Língua Portuguesa, um termo é simplesmente uma palavra que possui função específica. Neste caso estamos no contexto da Sintaxe, então o termo é analisado dentro da função sintática que ele desempenha na oração.

Já a oração é o conjunto de palavras que transmite uma mensagem. Nela, o centro da ação é expressado pela presença de um verbo

A oração é constituída por diversos termos, daí surge a expressão termos da oração. Nesse contexto classificamos e agrupamos os termos dependendo de suas funções.

Quantos e quais são os termos da oração?

Os termos da oração são divididos e classificados em três grupos hierárquicos, isso significa que eles têm uma ordem de importância. Do mais relevante para o menos, os 3  grupos são

  • Termos essenciais
  • Termos integrantes
  • Termos acessórios 

Quais são os termos essenciais, integrantes e acessórios da oração?

Os termos essenciais são sujeitos e predicados, os termos integrantes são os complementos verbais, nominais e o agente da passiva. Já os termos acessórios são os adjuntos adnominais, adverbiais e o aposto.

Colocamos uma explicação mais detalhada a seguir para facilitar sua compreensão. Veja:

O que são Termos essenciais? 

São chamados de termos essenciais porque é necessário tê-los na oração para que ela exista. Sem eles, nada faz sentido algum e é em torno deles que toda a oração se estrutura e está relacionada.

Sujeito

Ele é quem faz a ação, o protagonista, é sobre quem se declara algo. O verbo e os adjetivos se flexionam de acordo com ele. 

Exemplo:

Os cozinheiros atrasaram o jantar.”

Os sujeitos podem ser compostos, simples, ocultos e indeterminados. Ainda podemos dividi-los em partes como o núcleo e artigos. O núcleo do sujeito pode ser um substantivo (cozinheiros), pronome (eles), numeral ou qualquer palavra substantivada. Saiba mais sobre os sujeitos!

Predicado

O predicado é tudo aquilo que se diz sobre o sujeito. Quando identificamos o sujeito da oração e tiramos ele, tudo o que sobra é o predicado.

Exemplo:

“As alunas chegaram atrasadas por causa da chuva

  • Os predicados podem ser verbais ou nominais, mas você pode saber mais sobre isso no nosso artigo de predicados.

O que são Termos integrantes?

São chamados de termos integrantes porque completam o sentido dos verbos e dos nomes. Eles não possuem sentido completo em si (sozinhos) como os essenciais. Assim, eles integram o significado dos essenciais. 

Complementos nominais

Ele completa o sentido de um substantivo, adjetivo ou advérbio. Necessariamente, precisa estar com uma preposição.

Exemplo:

“Não devemos ter medo de morrer

O substantivo está em negrito e o complemento nominal está sublinhado.

Complementos verbais (objeto direto e objeto indireto)

Ele completa o sentido de um verbo dependendo de sua transitividade. Se for TD será um objeto direto, se for TI será um objeto indireto (com preposição).

Exemplos:

“Os funcionários ganharam prêmios“ (direto)

“Os professores precisam de reconhecimento“ (indireto)

O verbo está em negrito e o complemento verbal está sublinhado.

Agente da passiva

O agente da passiva só existe em orações que estão na voz passiva. Nesse contexto, ele é quem pratica a ação e sempre vem precedido pela preposição por ou de.

Exemplo:

“ O último anel foi comprado pelo noivo.”

Observe que há voz passiva porque o anel foi comprado, ou seja, ele sofreu a ação que foi provocada pelo noivo, o agente da passiva.

O que são Termos Acessórios?

São chamados de termos acessórios porque suas informações são dispensáveis para o intuito principal da oração. Na realidade, eles desempenham uma função secundária e servem para caracterizar um ser, especificar ou exprimir alguma circunstância. 

Adjunto adnominal

Este é o termo que caracteriza, modifica, determina ou qualifica um substantivo. Não confunda com os complementos: eles servem para completar o sentido que segue adiante. Já os adjuntos adnominais modificam diretamente o substantivo.

Exemplo:

“O carro azul sofreu um acidente.”

Se tirássemos o adjunto adnominal da frase, a mensagem principal ainda seria transmitida: o carro sofreu um acidente.

Adjunto adverbial

Esse termo altera o sentido do verbo, do adjetivo ou do advérbio. Novamente, não confunda com os complementos! Os adjuntos adverbiais podem ser classificados dependendo do efeito que provocam: causa, finalidade, lugar, condição, dúvida…

Exemplo:

“ Xavier faltou à aula por causa da catapora

Se tirássemos o adjunto adverbial de causa da frase, a mensagem principal ainda seria transmitida: Xavier faltou à aula.

Aposto

O Aposto é aquele que explica, resume, enumera ou especifica outro termo. Muitas vezes vem deslocado da ordem direta e precisa estar entre vírgulas.

Exemplos:

“Félix, o gato falante, é o personagem principal de um jogo”

“Gostei de tudo da festa: decoração, comida, local e convidados!”

E o Vocativo?

O vocativo não é um termo da análise sintática, portanto, não pertence à estrutura da oração. Ou seja, ele não deve ser associado aos termos da oração.

Afinal, ele é considerado um elemento do discurso e o utilizamos para criar uma relação de chamar a atenção do interlocutor.

Porém, quando transcrevemos um discurso, ele pode aparecer perto da oração. Como retirá-lo não causa nenhum efeito no sentido, acaba sendo citado no meio dos termos acessórios.

Exemplos do que é vocativo:

Oh, como é triste a vida sem você”

Mulher, case-se comigo!”

Gostou do nosso artigo sobre os termos da oração? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! 

Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador