DicasEnem

O que faz zerar a redação do Enem? Conheça os 12 principais erros e como evitá-los!

O que faz zerar a redação do EnemO que faz zerar a redação do Enem? Veja os 12 erros e como evitá-los!

Sabia que mais de 86 mil estudantes zeraram a redação do Enem 2020? Esse número é preocupante, principalmente para quem quer usar a nota do Enem para entrar na faculdade. As consequências de uma redação nula são duras… Vem cá que vamos te contar o que faz zerar a redação do Enem e como evitar os 12 erros mais comuns!

Perguntar-se o que faz zerar a redação do Enem pode parecer um pouco assustador à primeira vista. Mas precisamos dessa resposta justamente para evitar tais problemas. 

Pensando nisso, escrevemos um artigo completíssimo sobre os erros que anulam a redação do Enem. Se quiser seguir diretamente para uma parte, é só clicar em algum dos tópicos abaixo:

Antes de mais nada, precisamos saber como a correção da redação funciona, para depois entender o porquê de alguns erros serem intoleráveis. Aí sim tudo fará sentido. Vamos lá!

Como funciona a correção da redação do Enem?

A redação do Enem é uma das etapas mais importantes para quem quer tirar uma boa nota final. Mais adiante vamos te ensinar como fazer isso, mas agora você só precisa saber que a redação do Enem é corrigida com base em 5 competências.

As competências são habilidades que o Ministério da Educação quer ver se você tem. Então é como se você já tivesse 1000 pontos ao começar a correção e, para cada competência que faltar, você vai perdendo pontos.

Veja quais são essas 5 competências:

  • Competência I: demonstrar domínio da norma culta da língua portuguesa.
  • Competência II: compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
  • Competência III: selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
  • Competência IV: demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
  • Competência V: elaborar proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Cada uma delas vale 200 pontos. Só que elas foram definidas de maneira bem genérica, você não acha?

Por isso é importante entender exatamente o que faz zerar a redação do Enem. Só os conceitos deixam meio vago, então, vamos falar das ações práticas que levam a isso no próximo tópico.

O Enem também usa de competências para avaliar as outras partes da prova (Linguagens, Humanas, Exatas e Natureza). Mas não são apenas cinco… Depois de tudo isso, ele ainda faz a correção TRI para lançar uma pontuação final em cada área.

Isso significa que a nota não é dada com base no número de acertos, mas na coerência entre quais questões foram erradas e acertadas. Para você entender melhor como isso funciona, o Beduka criou um Simulado Enem gratuito e online que segue a correção TRI!

O que faz zerar a redação do Enem?

Por mais que a redação seja corrigida com base em cinco competências, existem 2 formas de zerar a redação do Enem. A primeira é tirar 0 em todas as competências ao mesmo tempo. A segunda é desobedecer a uma das “regras invioláveis” da prova. 

É isso mesmo… Além de ter que atender a todos os critérios de correção, você ainda tem que evitar todas as ações que estão na “lista negra” do edital.

Agora vamos conhecer quais são os elementos proibidos na redação do Enem.

Quais são os 12 erros que podem zerar a redação do Enem?

Basicamente, o que faz zerar a redação do Enem é desobedecer todas as competências ou cometer apenas um dos erros abaixo:

  1. Fugir totalmente do tema proposto;
  2. Não atender à proposta dos critérios de correção;
  3. Escrever com letra ilegível;
  4. Não seguir a estrutura do texto dissertativo-argumentativo;
  5. Entregar a folha oficial de redação em branco;
  6. Escrever algo desconexo do tema em qualquer parte do texto;
  7. Escrever somente de uma a sete linhas, independente do conteúdo;
  8. Usar muito “estrangeirismo”, de modo que a língua estrangeira predomine;
  9. Usar símbolos, desenhos, nome, assinatura, rubrica e demais impropérios;
  10. Copiar alguma parte do texto motivador;
  11. Propor algo que fira os Direitos Humanos;
  12. Usar caneta de qualquer cor que não seja preto.

Vamos falar um pouquinho mais sobre cada um deles:

Fuga do tema

Pode parecer mentira, mas uma das coisas que mais zeraram redações no ano de 2020 foram pessoas fugindo do tema proposto!

Muitas pessoas ficam nervosas na hora da prova e entendem algo completamente diferente do que está escrito no tema da redação. 

Por isso é importantíssimo ler o tema com calma e interpretá-lo com base nos textos de apoio. Assim você vai entender exatamente o que está sendo pedido e pode trabalhar o seu ponto de vista sobre o assunto, evitando fugir do tema.

Lembre-se que tangenciar o tema não vai zerar a redação, mas vai te custar uns 160 pontos… Isso acontece quando a pessoa fala do assunto central mas não aborda as especificidades pedidas. 

Exemplo: o tema “permanência da violência contra a mulher” pede que falemos de violência, mulher e permanência, tudo isso junto ao mesmo tempo. Abordar somente uma dessas características é tangenciar, não abordar nenhuma delas é fuga. 

Não atender à proposta de correção

Como falamos aí em cima, se você descumprir totalmente as 5 competências de correção, irá tirar um zero bem redondo na prova!

Portanto, não deixe de ler com calma quais são as cinco competências e estudar aquilo que elas cobram. Dica: foque em entender a norma culta, a interpretação de texto, o uso da coesão e da coerência.

Letra ilegível

Só de ler esse tópico você já deve entender o motivo: se a letra estiver “garranchada” a ponto de o corretor não conseguir ler, ele nem terá como te avaliar!

Por isso, esforce-se para escrever de forma legível. Treine antes da redação do Enem e sempre peça alguém para ler e ver se consegue entender sua letra.

Folha de Redação em branco

Se o item anterior era claro, aqui está mais óbvio ainda! Entregar a redação em branco é o mesmo que descumprir todas as competências, então a nota só poderia ser 0.

Por incrível que pareça tem gente que faz isso porque não consegue manejar o tempo, aí fica sem escrever a redação. 

Por outro lado, também tem gente que escreve a redação na folha de rascunho e esquece de escrever na folha de redação (oficial, a que é corrigida).

Cuidado com isso!

Não seguir a estrutura dissertativa-argumentativa

É normal que os vestibulares peçam aos candidatos que produzam um texto. Até porque boa parte das provas são questões fechadas e eles precisam do texto escrito para avaliar sua redação e organização de ideias.

Algumas provas como a da Fuvest e Unicamp podem pedir diferentes tipos textuais a cada ano.

Contudo, o Enem sempre pede que se escreva uma redação dissertativa-argumentativa. Por isso é importante estudar os tipos textuais e ter bem claro que a estrutura do texto pedido pelo Enem.

De forma resumida, ele deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão, além de uma proposta de solução e um posicionamento pessoal sobre o tema. É importante escrever em terceira pessoa (impessoal) e argumentar bem as ideias.

Desconexão em alguma parte

Lembra daquele tópico em que falamos da fuga ao tema? Pois é, você já entendeu que o seu texto deve abordar o tema, mas não é só isso…

Na verdade, TODA a sua redação deve apontar para o tema. Então, não adianta fazer 4 parágrafos falando do tema se houver uma frase que não tem nada a ver com o assunto ou que não contribua para a argumentação.

Acredite se puder, teve ano em que o candidato escreveu uma redação linda mas colocou uma receita de miojo no meio do texto para ver se alguém realmente lia tudo. 

Resultado: zerou a redação!

Escrever até 7 linhas

Convenhamos que não dá pra desenvolver uma ideia, opinião, argumentação e conclusão em menos de sete linhas, né!

Por isso mesmo, uma das regras invioláveis da redação do Enem é que o texto deve ter entre 7 e 30 linhas.

Se você fizer de 0 a 6 linhas, estará fora da competição! 

Já o limite máximo de 30 linhas é simplesmente para padronizar mesmo. Se deixar, tem gente que escreveria 3 laudas e aí ficaria complicado para os corretores. São milhares de alunos fazendo, precisa ter limite!

Ainda que o mínimo seja de 7 linhas e uma redação de 10 linhas seja aceita, por exemplo, não chamará tanta atenção. Os textos mais completos e com argumentos bem desenvolvidos costumam ter entre 20 e 30 linhas!

Vício do “estrangeirismo”

Como o texto exige a Norma Culta da Língua Portuguesa, é claro que os vícios de linguagem não podem aparecer. E mesmo que você escreva de maneira formal em outra língua, a redação não será aceita.

Lembre-se que estamos falando de um exame nacional, então a Língua Portuguesa deve predominar.

Não faz mal usar algumas palavrinhas em inglês se elas não tiverem uma correspondência em português. Assuntos que envolvem temas ligados à internet sempre terão termos em inglês, por exemplo.

Só não deixe que eles roubem a cena no seu texto!

Usar símbolos, desenhos, nome, assinatura, rubrica e impropérios

A Redação é uma avaliação da sua escrita, ou seja, de uma linguagem verbal e gráfica. Portanto, qualquer elemento que não corresponda à escrita, como os desenhos e símbolos, serão motivo de anulação da redação.

Há também a proibição quanto à presença de identificação pessoal ao longo do texto. O texto é dissertativo-argumentativo, deve ser impessoal. Não assine dentro da redação com nome ou rubrica, sua identificação já estará na ficha de preenchimento de dados da prova.

Além disso, muita gente faz gracinhas durante o texto… Mas eu imagino que você é uma pessoa dedicada que não vai investir tempo e dinheiro para ser desperdiçado, não é?

Portanto, preste bastante atenção nessas regras!

Ah, e se você estiver fazendo a prova do Enem para entrar na faculdade mas ainda não decidiu o curso, nós podemos te ajudar. O Beduka desenvolveu o Raio-x, um teste vocacional que analisa sua personalidade e indica profissões com base nela!

Cópia do texto motivador

Lá no erro sobre fuga ao tema, dissemos para você se inspirar nos textos motivadores. Mas é só isso mesmo: inspiração. 

Eles servem apenas para te familiarizar com o tema e ajudar na sua interpretação.

Você não pode simplesmente copiar um parágrafo ou frase que achou legal. Isso é esperteza de quem está com preguiça de pensar para escrever seu próprio texto… E é algo que faz zerar a redação do Enem.

Sim, você pode usar algum dado de um gráfico ou algo do tipo, mas precisa citar exclusivamente o conteúdo, pontuar a fonte e fazer tudo isso com suas próprias palavras. E, claro, com o bom senso de não copiar todos os dados possíveis!

Ferir os Direitos Humanos

Esse era um motivo de zerar a redação até 2016, mas de lá pra cá não é certo que vá zerar. Hoje, considera-se que ferir os Direitos Humanos faz perder pontos. A quantidade depende de quem estiver corrigindo e do que considerar grave.

Nossa Constituição Federal os reconhece como algo importante, então, num exame federal, você não pode ferir esses princípios.

Claro que você tem liberdade de ter a opinião que quiser no seu dia a dia… Mas dentro do exame ela deve ser expressada com embasamento, respeito, racionalidade e de acordo com os princípios éticos humanos.

Normalmente os candidatos cometem esse erro quando estão fazendo propostas de intervenção. 

Há quem sugira prisão perpétua ou pena de morte, por exemplo. Na redação do Enem isso não é bem visto, então você terá que achar soluções menos drásticas.

Lembre-se que, ao fazer o Enem, você estará “visitando um terreno de outra pessoa”. Então, respeite as regras de lá!

Usar caneta de alguma cor que não seja preto

Essa é clássica porque vale para a prova toda, não apenas para a redação. Quando o assunto for Enem, não importa em qual etapa você esteja, só use canetas pretas!

Canetas azuis (claro ou escuro) ou de qualquer outra cor não será lida pela máquina que faz a leitura, porque ela trabalha com o pigmento da tinta.

Outro ponto importante é que você leve canetas pretas com o material transparente. Assim evita que algum espertinho enrole um papel com cola e coloque dentro da caneta e facilita os aplicadores da prova identificarem quem está sem caneta preta.

  • Ufa! Finalmente chegamos ao fim dessa lista de erros que fazem zerar a redação do Enem. 

Você deve estar curioso para saber o que acontece com quem comete algo que faz zerar a redação do Enem, não é? Vamos descobrir!

Quais as consequências para quem zerar a redação do Enem?

Depois de tantas restrições, você deve estar se questionando sobre o que acontece com quem zera a redação do Enem. Quem zera a redação perde todas as principais oportunidades de entrar na faculdade com benefícios…

Parece algo grave, não é? E é mesmo!

A nota final da prova do Enem é dada com base na média das pontuações de cada etapa da prova. Só que a redação sozinha já vale 1000 pontos. Então para ter uma nota final alta, você precisa ir muito bem na produção de texto.

E por que é importante ter uma boa nota no Enem? Por que é com ela que você se inscreve nos programas do governo que te conectam com a maior parte das faculdades públicas ou com as particulares com bolsa ou financiamento.

Resumindo, se zerar a redação você não terá chances no Prouni, Fies e Sisu

Além disso, muitas faculdades particulares com vestibulares próprios também podem exigir a nota do Enem como critério de seleção. Então tome cuidado!

Caso você já tenha zerado a redação do Enem, não se desespere. Você pode se preparar melhor para a do próximo ano ou pode tentar entrar na faculdade com o Beduka. Isso será possível se você se inscrever no Vale Bolsa Beduka ou no Beduka Bolsas!

Afinal, como fazer uma redação do Enem com nota máxima? 4 hábitos para te ajudar!

Não é um bicho de sete cabeças conseguir ir bem na redação do Enem. Mas você vai precisar estudar e treinar muito! Determinação é chave para essa conquista, e o Beduka vai te ajudar nisso.

O primeiro passo é ler e entender como a correção é feita, aí você saberá exatamente o que os corretores esperam de você. Por isso o Beduka já escreveu um Guia Completo sobre a Redação do Enem.

Além disso, é importante que você tenha esses 4 hábitos:

  • Estar antenado às notícias do momento, conferindo diferentes pontos de vista na TV, redes sociais, livros e revistas.
  • Ter a prática da escrita, escrevendo bastante e com qualidade. Não adianta estudar uma vez e ficar parado por meses, nem escrever todo dia de qualquer jeito. É preciso ser constante e examinador para identificar erros, treinar melhorias e gestão de tempo.
  • Estudar os modelos que tiraram mil nas edições anteriores do Enem. Isso vai te dar uma visão concreta de como conduzir o seu texto.
  • Leia bastante e com qualidade. Especialmente porque ler um bom texto escrito de forma correta vai te ajudar a criar memória para ortografia, gramática e tudo o mais.

Combinado?

Para finalizarmos esse assunto com chave de ouro, vou deixar um artigo contando os segredos para tirar 1000 na Redação do Enem!

Agora você já sabe o que faz zerar a redação do Enem e está ao seu alcance saber como se sair bem!

E se você quiser tirar alguma dúvida direto com a gente, é só chamar no Instagram do Beduka. Por lá estamos sempre disponíveis e trazendo novidades para os estudantes.

Para fazer uma busca por universidades, cursos, mensalidade e notas de corte, é só digitar suas preferências na caixa que deixamos logo abaixo! Até a próxima.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador