Filosofia

Quais são as principais teorias de Nietzsche? Conheça a vida e a obra de um dos maiores filósofos do século XIX

principais teorias de nietzscheprincipais teorias de nietzsche

Friedrich Nietzsche foi um dos principais intelectuais do final do século XIX cujas principais teorias valorizam a vontade de poder, o desenvolvimento individual e a aristocracia.

Ele é conhecido pelas críticas que teceu a tudo aquilo que considerou inimigo da vida, como o Cristianismo e a Filosofia Clássica Grega.

Continue lendo para entender quais são as principais teorias de Nietzsche, sua biografia e seus principais livros.

Neste artigo vamos te apresentar as principais teorias de Nietzsche, para ir diretamente a alguma parte do conteúdo, clique em um dos tópicos abaixo:

Quem foi Friedrich Nietzsche?

Para entendermos bem as principais teorias de Nietzsche é importante sabermos um pouco sobre sua biografia.

Friedrich Wilhelm Nietzsche nasceu em 15 de outubro de 1844, na cidade de Röcken, atual Alemanha. 

Sua família era bastante religiosa, seus dois avôs e seu pai eram pastores luteranos, o que influenciou nos seus estudos, pois sua formação na infância teve os princípios desta fé como base.

Mostrava-se muito rigoroso nos estudos e com um grande autocontrole desde a infância, o que o tornava diferente dos seus colegas. Isso seria uma característica muito presente durante toda sua vida.

Graças a isso, recebeu uma bolsa de estudos em uma escola tradicional da região alemã da Saxônia, a Escola de Pforta ou Schulpforta. A instituição foi fundada no século XVI e teve como outros alunos o historiador Leopold von Ranke e o matemático August Ferdinand Möbius.

As principais teorias de Nietzsche estão presentes em vestibulares, conheça outros filósofos que mais aparecem no Enem.

Nietzsche aprendeu latim e grego nessa escola e passou a questionar os ensinamentos cristãos. Com isso, abandonou o projeto de se tornar pastor como seu pai e os avôs. Contudo, prosseguiu os estudos de Teologia na Universidade de Bonn, por influência da mãe.

Além da Teologia, Nietzsche estudou filologia clássica, que estuda as línguas clássicas através de seus textos principais. Conheceu na universidade de Bonn o professor Friedrich Wilhelm Ritschl, com quem teve uma relação de pai e filho. Ele foi tão importante que ao se transferir para a Universidade de Leipzig, Nietzsche o seguiu.

Foi este professor quem lhe apresentou a filosofia de Arthur Schopenhauer, despertando sua vocação filosófica.

A sólida formação clássica e seus talentos garantiram a Nietzsche, aos 24 anos, a cadeira de filologia na Universidade de Basel, na Suíça. 

Para demonstrar sua capacidade, escreveu “O Nascimento da Tragédia” em 1871. Nesta obra, Nietzsche desenvolveu os conceitos de apolíneo e dionisíaco, que mais tarde serão usados na Antropologia e na Sociologia para descrever o comportamento humano.

Porém, após dez anos de aulas e uma intensa produção literária, Nietzsche precisou pedir aposentadoria. Sua saúde estava debilitada e ele não conseguia dar mais aulas. Muitos alunos reclamavam de não conseguir sequer ouvir sua voz, o que diminuía o interesse pelo seu curso.

Nietzsche manifestou problemas de saúde desde a infância, como fortes dores de cabeça e dificuldades com a visão. 

Seu quadro se agravou ao participar da Guerra Franco-Prussiana em 1871, quando contraiu uma difteria mal tratada. Além disso, suspeita-se que tenha adquirido sífilis e por isso tenha ficado com problemas mentais.

Entre 1880 e 1889, levou uma vida errante para evitar os verões fortes e amenizar seus problemas. Mas sofreu um colapso mental ao tentar deter uma agressão contra um cavalo, que levou seus amigos a interná-lo numa clínica psiquiátrica.

Ficou sob os cuidados da mãe até a morte dela. Sua irmã, Elizabeth Foerster-Nietzsche, a substituiu até a morte dele, em 1900

Conta-se que ela manipulou manuscritos do livro “Vontade de Poder” para adequá-los ao nacionalismo e antissemitismo, mas alguns estudiosos negam isso e afirmam que a autoria é mesmo de Nietzsche.

Quais são as principais teorias de Nietzsche?

Nietzsche foi um autor muito crítico de sua época e da própria estrutura do Ocidente, baseada na moral judacio-cristã e na Filosofia Grega. As suas principais teorias são concebidas para responder a essas duas coisas.

Teoria do dionisíaco e do apolíneo

Nietzsche via a filosofia representada por Sócrates como aquela em que predominava o uso da razão, da racionalidade argumentativa, da lógica, da ciência e do caráter apolíneo.

Para ele,Isso sufocou o chamado à vida, a proximidade com a natureza, a alegria que caracterizam o espírito dionisíaco.

Para entender melhor as principais teorias de Nietzsche, conheça as ideias de Sócrates que ele criticou.

Como ele desprezava tudo o que, segundo sua teoria, se opunha à vida, desejava retornar ao dionisíaco, superando a concepção clássica.

Para isso, seria preciso também destruir a influência de Sócrates e a força do Cristianismo, pois a moral cristã também negaria a vida. 

Segundo Nietzsche, os cristãos possuem uma moral de escravo, ou de rebanho, que impede a ascensão dos melhores.

Por exemplo, imagine um atleta de alto nível como Neymar. A excelência dele no futebol desperta a inveja da maioria das pessoas que, no máximo, consegue chegar na média, e por isso tentam evitar o crescimento dele propositalmente. 

Para Nietzsche, isso seria culpa da moral dos escravos presente no Cristianismo, pois ela nega a vontade e o desejo.

Teoria política e do além-homem

A teoria da moral dos escravos é uma das principais teorias de Nietzsche e se reflete na sua concepção sobre a política. 

Para ele, o governo deve funcionar de maneira aristocrática, com os grandes homens dominando os demais

Nietzsche se opõe a todas as formas de igualdade, sendo um crítico da democracia.

Isso se deve também a seu pensamento sobre o ser humano. Para ele, o homem é corpo e vontade de sobreviver e vencer

As virtudes do homem, segundo Nietzsche são: o orgulho, a saúde, a inimizade, a vontade de poder, entre outras. Mas somente poucas pessoas as alcançam, por isso a vida é para poucos.

Sua concepção sobre o ser-humano insere também o conceito de übermensch, ou além-homem. No caso, é o indivíduo que supera as convenções sociais, a cultura do medo e do ressentimento.

Niilismo

Nietzsche também é bastante conhecido pelo niilismo, ou seja, a negação de valores que afirma que tudo está amparado no nada (nihil é latim e significa “nada”). 

Porém, ele foi um crítico disso, afirmando que o niilismo era uma doença da época em que viveu. Para ele, o homem não deveria ansiar pelo nada, mas buscar construir novos valores.

As principais teorias de Nietzsche são encontradas em diversos livros. Vamos ver os mais importantes.

Principais obras de Nietzsche

Nietzsche escreveu muitos livros. Eles foram o resultado de sua profunda erudição e inteligência. Vamos conhecer os principais.

  • O Nascimento da Tragédia: faz a interpretação da cultura grega como um embate entre princípios contrários, o apolíneo e o dionisíaco. Para Nietzsche, a vitalidade da cultura grega se deu pelo desenvolvimento dos dois princípios.
  • Considerações Extemporâneas: quatro artigos de crítica à cultura europeia de seu tempo.
  • Humano, demasiado humano: composto de aforismos que mergulham na Filosofia e na Epistemologia.
  • A Gaia Ciência: também é composta de aforismos nos quais Nietzsche desenvolve alguns conceitos como o eterno retorno das coisas.
  • Assim falou Zaratustra: obra na qual desenvolve a ideia de além-homem na figura do profeta Zaratustra.
  • Genealogia da Moral: explica o surgimento dos juízos de valor que fazemos.

Agora que você já conhece as principais teorias de Nietzsche, teste seus conhecimentos com as questões que separamos sobre ele, mas antes, veja algumas frases do filósofo.

Frases de Nietzsche

“A moralidade é o instinto do rebanho no indivíduo.”

“Quanto mais me elevo, menor eu pareço aos olhos de quem não sabe voar.”

“A alma nobre tem reverência por si mesma.”

“O Veneno que mata as naturezas fracas é um fortificante para as fortes… e por isso não lhe chamam veneno..”

O Beduka te conecta à faculdade!

Você tem interesse em se aprofundar no estudo de Filosofia? O melhor caminho é ingressar em uma faculdade com um curso na área.

Com a ajuda do Beduka tudo se torna mais fácil.

Você sabia que é possível entrar em uma faculdade de excelência sem fazer o Enem ou prestar vestibular? 

É isso mesmo! Com o Beduka Bolsas você entra em uma faculdade de qualidade, no curso dos seus sonhos e ainda economiza seu dinheiro.

O Beduka Bolsas é uma plataforma disponível 24 horas, onde você pode adquirir uma bolsa de estudos de até 65% de desconto na mensalidade. 

São mais de 90 opções de cursos para você escolher, em uma de nossas universidades parceiras.

Acesse o Beduka Bolsas agora mesmo!

Obrigada por ler nosso artigo sobre as principais teorias de Nietzsche até o final!

Redação Beduka
Redação Beduka
Este conteúdo foi criado e validado por uma equipe multidisciplinar, formada por especialistas em cada área do conhecimento. O Beduka está presente no Instagram, YouTube, LinkedIn e em diversos outros ambientes digitais. O site foi criado em 2017 e, desde a sua fundação, atua para fornecer materiais de qualidade para facilitar a vida de estudantes de todo o Brasil, ajudando-os a se preparar para os principais vestibulares e o Enem.

4 Comentários