Biologia

Características dos Peixes: definições, importância, curiosidades, classificação e funcionamento!

Características dos Peixes - tudo sobre!Características dos Peixes - tudo sobre!

Dentre as características dos peixes, temos que eles são animais vertebrados e exclusivamente aquáticos, podendo ser de água doce ou salgada. Seu corpo possui um formato afunilado, linhas laterais, nadadeiras e barbatanas. Tudo isso são adaptações ao nado e auxiliam na sobrevivência. Seu esqueleto pode ser ósseo ou cartilaginoso!

Neste artigo sobre as características dos Peixes, você encontrará:

  1. O que são Peixes? Exemplos e importância
  2. Classificação dos Peixes
  3. Principais características dos Peixes
  4. Fisiologia dos Peixes
  5. Curiosidades sobre Peixes
  • Estudando para as provas? Conheça nosso Simulado gratuito, que pode ser personalizado com as matérias que você mais precisa!

O que são Peixes? Exemplos e importância

Os peixes são os primeiros animais vertebrados na linha evolutiva e são conhecidos por apresentar nadadeiras, barbatanas, escamas, rabo, brânquias e tudo o mais! Eles são seres exclusivamente aquáticos, mas podem habitar tanto o meio doce quanto o salgado.

  • Peixes de água doce: Dourado, Pintado, Piranha, Pirarucu, Traíra, Tilápia, Pacu.
  • Peixes de água salgada: Peixe-palhaço, Salmão, Bacalhau, Baiacu, Atum, Sardinha.

Veremos nos próximos tópicos características muito importantes e exclusivas dos peixes, além de saber para quê servem e como eles funcionam

Mas antes, vamos relembrar que estes animais são muito importantes há séculos, pois sempre fizeram parte da alimentação humana, de alguns símbolos religiosos e ainda constituem aspectos de lazer e ornamentação, como pesca e aquários! Além disso, são muito importantes na manutenção da Teia e Cadeia alimentar!

Quais são as principais características dos Peixes? Estrutura corporal e habitat

Como pertencem ao Reino Animal, os répteis compartilham todas as características comuns desses seres. Contudo, o que as fizeram se agrupar aqui foram a combinação de algumas características específicas:

  • São exclusivos do ambiente aquático, podendo ser de água doce ou salgada. Alguns peixes só vivem em um tipo de água, mas há exceções que conseguem transitar pelos dois tipos dependendo da fase de vida!
  • O corpo é hidrodinâmico e fusiforme. Isso significa que a sua estrutura é adaptada à boa movimentação na água e tem formato cilíndrico com as pontas mais estreitas.
  • Os músculos são segmentados para abranger maiores movimentos e nadar melhor.
  • Os membros se desenvolvem e se alteram para formar barbatanas e nadadeiras
  • O corpo é coberto por escamas lisas e muco. Isso facilita o deslocamento na água à medida em que reduz o atrito entre o peixe e o líquido.
  • Os peixes são animais exotérmicos/ectotérmicos/pecilotérmicos. Isso significa que a temperatura do seu corpo varia de acordo com a do ambiente. 
  • Sua alimentação pode ser herbívora, carnívora ou detritívora, mas há diversas relações em que eles podem se envolver: predatismo, comensalismo, mutualismo etc.
  • Os peixes possuem uma linha lateral que é responsável pela captação dos movimentos na água. Ao longo dessa linha são encontrados diversos sensores que transmitem as informações às células nervosas.
  • Alguns peixes possuem a bexiga natatória, uma estrutura que incha e murcha para ajudar na flutuação e altitude do nado.
  • Os peixes têm o fígado cheio de óleo também para auxiliar na flutuação.

Adiante, vamos observar as características da fisiologia!

Grupos dos Peixes – classificação

De acordo com os níveis taxonômicos, os Peixes pertencem ao Reino Animal, Filo Cordata e subfilo Vertebrata. De acordo com a teoria evolutiva, os peixes ocupam a primeira posição na ordem crescente de complexidade dos Cordados:

Peixes, Anfíbios, Répteis, Aves e Mamíferos

Muito se discutiu sobre a “Classe dos peixes”, inicialmente proposta como uma só. Contudo, hoje se sabe que não é possível enquadrar todos eles em uma Classe, devido a sua diversidade e ancestrais diferentes. Continuamos chamando todos genericamente de peixes, mas na realidade existem mais de uma Classe que abrigam peixes:

  • Agnatos
Peixes agnatos-lampreia

São os vertebrados mais primitivos, todos são peixes e não possuem mandíbula. Todos os demais vertebrados, sendo peixes ou não, possuem mandíbula e são chamados de gnatostomados. Exemplo: Lampreias e Mixinas.

  • Condrictes
Peixes Condrictes-arraia

São os peixes cuja estrutura do esqueleto é cartilaginosa. Apesar de ter pontos em comum com os outros grupos, estes não apresentam bexiga natatória, não têm opérculo e sua boca é ventral! Exemplo: Tubarão e Arraia.

  • Osteíctes
Características-dos-peixes-osteíctes-cardume

São os peixes cuja estrutura do esqueleto é óssea. Da mesma forma que possui características em comum, este grupo apresenta bexiga natatória, boca anterior e opérculo. Divide-se ainda em dois grupos principais: os peixes de barbatana lisa e os de barbatana espinhosa. Exemplo: Atum, Sardinha, Bacalhau, Peixe-espada…

Anatomia e Fisiologia dos Peixes

A Anatomia é uma área da Biologia responsável por dar nome às partes do corpo, enquanto a Fisiologia se ocupa do funcionamento dos órgãos e Sistemas. Vamos compreender o funcionamento das principais partes:

Sistema Reprodutor

sistema-reprodutor-dos-peixes

A maioria dos peixes são dióicos (possuem ambos os sexos) e ovíparos (botam ovos), com fecundação externa. A reprodução é sexuada e ocorre quando os ovos da fêmea são liberados no ambiente e o macho também libera espermatozóides no mesmo local. Assim, se os gametas se encontrarem na água, haverá fecundação. 

Há ovos que são enterrados, outros que são vigiados e outros que permanecem soltos no ambiente. Quanto menor for a proteção, maior a quantidade de ovos postos para compensar e garantir a perpetuação da espécie.

Contudo, existem exceções de peixes que são monóicos ou peixes dióicos vivíparos e com placenta, como os tubarões!

Os peixes, em sua maioria, não têm cuidados parentais, ou seja, os filhotes crescem sozinhos e sem a presença do adulto. O desenvolvimento do embrião está associado às condições ambientais, principalmente à temperatura, sendo os peixes de zonas mais tropicais os que possuem um desenvolvimento mais rápido. 

Sistema Respiratório

sistema-respiratório-dos-peixes

A maioria dos peixes possuem brânquias ou guelras, estruturas que se assemelham às fendas. Há pares de cada um dos dois lados e estão ligadas à parede da faringe. Os peixes ósseos têm sua brânquia coberta por uma estrutura chamada opérculo e o número de pares de guelras depende se o peixe é osteícte ou condricte.

Assim, a respiração branquial ocorre quando a corrente de água entra pela boca e passa pelas brânquias. Lá, o oxigênio diluído na água é absorvido por difusão e segue seu caminho pela corrente sanguínea. A água com menor oxigenação e maior gás carbônico sai das guelras e é devolvida para o meio.

Sistema Digestório

sistema-digestório-dos-peixes

O sistema digestório dos peixes é completo, constituído de boca, faringe, esôfago, estômago e intestino, além de glândulas anexas como o fígado e o pâncreas. Contudo, alguns peixes têm o final do sistema terminando em cloaca e outros em ânus.

Sistema Circulatório

sistema-circulatório-dos-peixes

A circulação sanguínea dos peixes é fechada, simples e completa. Isso significa que o sangue passa pelo corpo por dentro de vasos sanguíneos e que o coração desses animais apresenta apenas duas cavidades, onde passa unicamente sangue venoso.

Sistema excretor

sistema-excretor-dos-peixes

Apresentam um sistema excretor formado por rins mesonéfricos, uma estrutura mais primitiva. A maioria dos peixes excretam amônia, mas alguns podem excretar ácido úrico. Isso ocorre porque a amônia é um composto que gastaria muita energia para ser metabolizada para poder ser armazenada. 

Mas os peixes vivem em meio aquático que dissolve a amônia. Assim é melhor poupar energia e liberá-la como está, pois o próprio meio irá dissolvê-la.

Sistema Nervoso e Sensorial

sistema-nervoso-e-sensorial-dos-peixes

Sempre acreditou-se que os peixes não sentiam dor, pois mesmo apresentando Sistema Nervoso, ele é o mais simples dentro dos Cordados e não ter muitas terminações no músculo em si. Contudo, recentes estudos tentam provar o contrário. Fato é que os peixes percebem movimentos e sensações por meio dos sensores que existem na linha lateral.

Curiosidades sobre Peixes

imagem-e-foto-do-peixe-abissal
  • O macho do cavalo-marinho possui uma bolsa marsupial, semelhante à do canguru, em que protege seus filhotes até crescerem! Já alguns peixes de água doce, da família da Tilápia, guardam os seus filhos na boca para proteger de predadores!
  • Alguns peixes de água salgada só botam ovos em águas doces! Assim, na época de reprodução, sobem a foz do rio para pôr os ovos e depois retornam ao mar. Esse fenômeno recebe o nome de Piracema!
  • Dpnóia é uma classe de “peixes pulmonados”. Eles são sempre ósseos de água doce. Alguns podem escolher utilizar ou não a bexiga natatória como pulmão, mas outros a utilizam naturalmente junto à branquial, sem ter controle.
  • Peixes abissais” é o nome que se dá àqueles seres que habitam o mais profundo oceano ou lagos subterrâneos. Lá a luz não chega e muitos deles são incolores. Alguns não possuem olhos, outros possuem espinhos e dentes escandalosos. Há até um que possui um pêndulo que emite luz! Você já deve ter visto um desses no filme “Procurando Nemo”!
  • Alguns peixes se camuflam para fugirem de certos predadores, outros para melhor apanharem as suas presas. Algumas espécies de arraia, por outro lado, se escondem na areia e podem mudar o tom da pele.
  • É possível saber a idade de um peixe através do exame de”ouvidos”. A maior parte dos peixes têm no aparelho auditivo uma formação de carbonato de cálcio. Essa estrutura cresce com o depósito de sedimentos ao passar dos anos, então é possível saber sua idade estimada e como é o ambiente em que vive!

Gostou do nosso artigo sobre as características dos Peixes? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador