CursosDicas

Como escolher um curso superior? Siga essas 10 dicas e você saberá!

Como escolher um curso superiorComo escolher um curso superior

É um fardo muito pesado ter que escolher um curso que pode mudar toda a sua vida, não é? Nós estamos aqui para te ajudar a lidar com essa responsabilidade e te mostrar que você pode levar as coisas com mais leveza. Quer saber como escolher um curso superior? Este artigo foi feito para você! 

Não importa se você está saindo do terceirão ou se acabou de desistir do que estava cursando! Trouxemos 10 dicas para te ajudar e alguns alertas sobre o que não é bom dar ouvidos…

Você encontrará todos os tópicos abaixo. Se quiser, clique em um deles para ir diretamente ao assunto:

  1. 10 dicas sobre como escolher um curso superior.
  2. 8 erros que pessoas que não sabem como escolher um curso superior cometem.
  3. Dicas bônus: vá além para se preparar melhor ainda!

As 10 dicas para você saber como escolher um curso superior!

Você já pegou caneta e papel? Está pronto para absorver essas informações valiosas? 

Então vamos logo aprender como escolher um curso superior. 

#1 Errar ao escolher uma graduação é normal!

Nós estamos aqui para te ajudar a acertar, é verdade. E nós vamos te dar ótimas dicas para isso. Mas a primeira coisa que você precisa ter muito claro é que está tudo bem em errar na escolha de uma graduação. 

Um dos maiores impedimentos que consomem os estudantes é o medo e o peso de ter que acertar de primeira na escolha do curso. Isso paralisa muita gente. 

Calma lá! A única “obrigação” deveria ser dar o seu melhor e somente isso. 

Depois de ler as dicas, você poderá fazer uma escolha sincera e consciente. Mas se você chegar lá e ver que não era como esperava, tudo bem sair. Sempre há chance para recomeçar!

#2 Conheça-te a ti mesmo antes de escolher um curso superior

Pode parecer clichê, mas é super importante. Acabamos de chegar naquele papo de autoconhecimento. 

Vamos te propor um pequeno exercício, mas é simples. Tire alguns minutos para ler as perguntas abaixo e escreva as respostas no papel.

  • Quais são as matérias que eu mais gostei de estudar no colégio?
  • Por que eu gostei mais dessas e menos das outras?
  • Eu gostei mais das partes que envolviam a prática ou a pesquisa desse assunto?

Quando você souber identificar seus gostos e áreas de afinidade (Humanas, Exatas, Natureza, Linguagens), você já elimina algumas opções. Então o seu caminho para saber como escolher um curso superior já começa a ficar mais nítido!

Vamos dar o próximo passo:

#3 O que te move?

Talvez você tenha achado que o exercício já tivesse terminado… Ele continua sendo simples, mas precisamos investigar um pouco mais a fundo antes de irmos para as dicas exteriores. Só assim vamos saber como escolher um curso superior.

Já reparou que muita gente trabalha com o que gosta, mas tem momentos ruins também? A vida não é um conto de fadas o tempo todo… Às vezes os nossos gostos mudam ou diminuem temporariamente, mas é preciso seguir em frente!

E o que nos faz continuar? São as nossas expectativas, esperanças e motivações. Quando a coisa fica feia, são esses componentes que nos mantêm na ativa.

Por isso, vamos apresentar mais algumas perguntas que te ajudarão a se analisar. Elas são o complemento do exercício que você fez anteriormente, mas são um pouco mais meditativas. 

Esse momento é seu. Você com você mesmo. Não precisa ter vergonha e não esconda nada. As perguntas são:

  • Quais são as minhas motivações?
  • Quais são as minhas crenças limitantes?
  • Quais são as minhas expectativas a curto, médio e longo prazo?
  • O que é prioridade no meu dia a dia?
  • Qual é o padrão de vida que eu gostaria de ter?
  • Estou disposto a sacrificar algumas preferências pessoais para realizar meus objetivos?

Se no primeiro exercício você já tinha enxergado em qual área você gostaria de trabalhar, agora você já consegue selecionar os cursos que condizem com as suas expectativas.

#4 Avalie as suas habilidades para escolher um curso superior!

Para finalizar esse papo profundo, a sua última tarefa é observar qual é a sua realidade. É muito bom saber qual área você gosta e quais opções podem te ajudar a alcançar seus objetivos. 

Mas é preciso ir além dos gostos pessoais. Se suas habilidades coincidem com suas preferências, então já está tudo certo. Mas e se você não tiver as habilidades necessárias para fazer acontecer?

Imagine alguém que gosta de jornalismo mas é extremamente tímido… Bem, isso não significa que você terá que desistir. Pelo contrário. 

É a chance de saber se já tem as habilidades que combinam com aquele curso ou se você terá que correr atrás delas. Mas é sempre bom ter um plano “b”, pensar em um outro curso que combine com suas habilidades e que você também goste um pouco.

#5 Pesquise as opções antes de escolher uma graduação…

Mesmo se conhecendo, muita gente fica um pouco insegura porque não sabe exatamente o que tem na graduação. Aí paralisaram na hora de descobrir como escolher um curso superior.

A solução para isso é muito simples: dê um google. O que mais tem é gente nos blogs e nas redes sociais falando sobre as suas experiências ao cursar determinada profissão!

Inclusive, aqui no blog do beduka você encontra artigos contando como é o curso de Medicina, Letras, Pedagogia, Arquitetura, Fisioterapia, Psicologia

Já te adiantamos que é bom procurar saber sobre as matérias básicas do curso, os estágios obrigatórios, as especializações, as áreas de atuação para quem se formou… Se têm monografia, qual é a duração, os gastos que podem aparecer, se é reconhecido pelo MEC

Enfim, pesquise na internet e beba dessa fonte repleta de informações! Só aconselhamos ter um pouco de cuidado e não sair acreditando em qualquer coisa por aí. Busque sites confiáveis e sempre compare os diferentes conteúdos

#6 Lembre-se das modalidades de ensino quando for escolher um curso superior!

Tem mais um detalhe bem significativo. Pode acontecer de você se decidir por cursos que têm diferentes modalidades. Para saber como fazer a escolha de uma graduação, vamos pegar o exemplo do curso de Ciências Biológicas.

Você pode cursá-la na modalidade bacharelado ou licenciatura. Se optar pela primeira opção, pode atuar em pesquisa, em campo, em empresas… Já quem faz biologia como licenciado é porque quer ser professor e dar aula daquele assunto.

Também é bom pensar sobre a sua rotina e disponibilidade. Você trabalha? Só estuda? Consegue ir presencialmente na faculdade? Quer fazer EAD ou semipresencial?

Olhar para esses detalhes desde agora pode te poupar no futuro!

#7 Uma boa prosa pode fazer a diferença na hora de escolher uma graduação…

Pensa comigo: você só faz um curso na faculdade porque depois quer trabalhar naquela profissão, não é?

Ninguém quer, de propósito, ficar anos na faculdade para não trabalhar depois. Isso pode acontecer em alguns casos, mas não era a intenção inicial da pessoa.

Então, é essencial que você busque conversar não só com os graduandos que estão em pleno curso. É preciso bater um papo também com quem já trabalha na área. 

Isso vai te dar a visão completa do processo e pode evitar que você termine o curso feliz, mas não goste do trabalho diário…

Vale a pena consultar tanto quem está no início da carreira quanto quem já se estabilizou profissionalmente. Às vezes o início pode não corresponder com suas expectativas, mas o final vai!

Você pode perguntar a parentes, participar de workshops e conferências ou até mesmo conversar com o profissional que você está em contato no dia a dia. É assim que vamos aprendendo como escolher um curso superior.

#8 Um olho no curso e outro no mercado de trabalho!

Lembra quando falamos do exercício de autoconhecimento? Lá você deve ter estabelecido o padrão de vida que gostaria de ter daqui a um tempo. Para essa sua expectativa ser real, você precisa estar atualizado.

As oportunidades de emprego são dinâmicas e os acontecimentos do mundo influenciam na oferta de cargos e nos salários. Com a pandemia, por exemplo, muitos cargos digitais surgiram e despontaram com excelentes salários.

Novamente, use a internet para pesquisar as tendências do mercado, os cursos em alta e até conferir os salários. Você não pode deixar isso de fora se quer realmente saber como escolher um curso superior!

#9 Testes Vocacionais ajudam a escolher um curso superior!

A gente sabe, você deve estar farto desses testes. Realmente, tem alguns que mais atrapalham do que ajudam na hora de entender como escolher um curso superior.

Porém, existem os que são usados por psicólogos, psicopedagogos, coaches… Quando um teste é bom mesmo, ele te ajuda a reconhecer suas características e te dá um leque de possibilidades personalizadas.

Só que a decisão é sempre sua. Tenha autonomia!

Falando nisso… O Raio-X do Beduka é um teste vocacional que faz uma análise da sua personalidade. Diante do resultado, ele mostra quais são as carreiras que mais combinam especialmente com você!

Ele é usado até mesmo por empresas na hora da contratação. Você não vai perder essa oportunidade, né?

#10 Você já pensou sobre a forma de entrar no curso superior?

Muita gente coloca uma única opção de curso na cabeça e depois não consegue entrar. Para você evitar essa frustração, é bom considerar também quais são as formas de ingresso daquele curso e ter várias opções.

Alguns são tão concorridos que você precisará dar duro. Outros podem ser feitos em universidades privadas (que podem ser menos concorridas ou não). Aí você tem que pensar na mensalidade também.

Ah, mais uma coisa: é bom ficar atento aos programas do governo que podem te abrir uma porta extra. Prouni e Fies são exemplos disso! Até mesmo nós do Beduka te ajudamos nisso. Nós temos um evento espetacular que é o Vale Bolsa.

8 erros que quem não sabe como escolher um curso superior comete!

Nós já te mostramos as dicas para te guiar por esse caminho difícil que é fazer uma escolha. E nós queremos tanto te ajudar, que vamos te contar também sobre os erros mais comuns que as pessoas cometem nesse momento!

Fica de olho nisso aqui para evitar ao máximo:

  • Ceder à pressão da família ou de amigos;
  • Focar só no dinheiro;
  • Focar só no gosto pessoal;
  • Focar só no status social;
  • Desistir por causa do nível de dificuldade e não tentar de novo;
  • Duvidar de si mesmo;
  • Achar que não poderá desistir e fazer outro;
  • Ignorar o mercado de trabalho.

Não estamos dizendo que é para ignorar os conselhos da família ou os seus gostos. Só estamos falando para você não se prender somente a isso. 

Como explicamos durante as 10 dicas sobre como escolher um curso superior, você precisa analisar vários fatores e ter a capacidade de listar as prioridades! Assim, você vai saber como escolher um curso superior com maturidade e consciência.

Dicas bônus: vá além da escolha de um curso superior…

O artigo sobre como escolher um curso superior já vai acabar, mas queremos finalizar com uma dica positiva!

Esperamos que você tenha anotado as dicas e entendido tudinho, mas queremos garantir que estamos ajudando o máximo possível. Então, vamos te dar uma dica que as pessoas só costumam pensar quando já entraram no curso que queriam.

Além de saber aquelas informações sobre a duração do curso, você precisa analisar instituição por instituição.

Por incrível que pareça, um mesmo curso pode mudar muito dependendo de qual faculdade você está. 

Algumas têm muitas horas de estágio e uma carga altíssima de matérias extracurriculares. Outras têm parcerias com países, então podem facilitar o seu ingresso em um intercâmbio. Há as que são mais equipadas para atividades práticas e outras para pesquisas acadêmicas…

Depois que decidir os cursos “a” e “b”, faça uma pesquisa com as instituições de ensino e analise tudo isso que falamos. Se seguir essas dicas, a sua escolha de uma graduação será mais leve do que tem sido!

Curtiu saber como escolher um curso superior? Acompanhe o nosso perfil no Instagram para ficar por dentro! Por lá, nós sempre atualizamos os estudantes sobre as novidades do universo vestibulístico e com dicas fresquinhas!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador