Blog do Beduka | Matérias resumidas, Dicas e Exercícios Enem
Matemática

Como aprender matemática sozinho? As melhores dicas e o passo a passo para arrasar!

Como-aprender-matemática-sozinhoComo aprender Matemática sozinho? Veja dicas práticas e teóricas!

A matemática é uma das matérias mais temidas e, ao mesmo tempo, a mais usada. Há muita dificuldade em enxergar a beleza da matemática e sua presença diária. Então, preparamos dicas imperdíveis para você saber como aprender matemática sozinho e arrasar não só nos estudos, mas também no seu dia a dia!

Neste artigo sobre como aprender matemática sozinho você encontrará:

  1. Introdução à matemática;
  2. Dicas comportamentais de como aprender matemática sozinho;
  3. Dicas práticas com passo a passo: por onde começar a estudar matemática básica + lista de matérias;
  4. Jeitos alternativos para aprender matemática.

Está em dúvida sobre qual profissão seguir e qual curso fazer? O Raio-x do Beduka te dá uma análise pessoal e conta quais carreiras combinam com você!

Introdução à matemática

Que a matemática é o estudos dos números você já sabe. Mas a definição formal é mais completa: estudo das propriedades e das relações dos elementos abstratos (números e figuras).

Essa arte (sim, é uma arte porque envolve técnica) se desenvolveu desde 2.400 a.C! Muito antigo, não é? É porque ela é usada para solucionar problemas, e eles sempre existiram!

Nós também podemos dizer que ela é um conjunto de ferramentas que usam a lógica para fazer análises.

É incrível notar que todas as atividades humanas estão ligadas ao seu uso, seja diretamente (engenharia e contabilidade) ou indiretamente (música e ecologia). 

As ciências exigem métodos diferentes de estudo, logo, você não deve estudar Matemática da mesma forma que História. Disciplina, organização, prática e humildade são as palavras que regem os matemáticos!

Lembre-se: Albert Einstein não era um aluno exemplar, mas por meio dessas  palavras conseguiu contornar a situação! Por isso, escrevemos este texto para mostrar como aprender matemática sozinho.

Como-aprender-matemática-sozinho_Albert_Einstein

Como aprender matemática sozinho: dicas comportamentais

O processo de aprendizagem é composto por vários elementos, que. Isso envolve desde o objeto a ser aprendido, até a pessoa que deseja aprender.

Então, para começar, separamos 9 dicas de condutas diárias para maximizar sua capacidade de absorção:

1 – Motivos e objetivos 

Por que preciso estudar matemática? Quais são meus objetivos? Em quanto tempo quero aprender? Como aprender matemática sozinho?

Essas perguntas são importantes antes de iniciar os estudos, porque te ajudam a traçar um plano com metas, prazo e finalidades. Dessa forma, pode reduzir ansiedade e o medo.

Quando entendemos a utilidade de um conceito, seu desenvolvimento passa a fazer mais sentido e deixa de ser apenas um conjunto de regras vazias. Então, antes de começar um novo assunto, é bom saber para que ele seve!

2 – Não cultive pensamentos negativos

O nosso subconsciente é capaz de fazer coisas inimagináveis. Portanto, ficar dizendo para si mesmo “odeio matemática” e “não consigo” pode causar alterações hormonais na hora do estudo. Aí só dificulta a aprendizagem!

3 – Responsabilidade e determinação

Não culpe seus professores pelas suas falhas, aprenda a assumi-las. A honestidade consigo mesmo é fundamental para o crescimento na vida, só assim identificamos nossos pontos fracos.

Quem tem o poder de ação e alteração da sua vida é você mesmo,. Portanto, corra atrás, seja determinado!

4 – Escolha um local adequado 

O local ideal para se ter foco deve ser calmo e livre de barulhos. Deve ser bem iluminado, possuir mesa e cadeira confortáveis e todos os materiais necessários por perto. 

Desligue o celular! Aquela “checadinha rápida no feed” pode te custar 30 minutos de estudo… Seja firme! É interessante buscar  um cômodo sem televisão, aparelho de som ou qualquer outro distrator.

Não estude em grupo, a reunião entre amizades causa distração e ocasião para conversas desnecessárias. O estudo é uma tarefa individual, assim como o agente do aprendizado é um só.

Uma coisa é tirar dúvida com alguém que sabe, outra é se reunir para tentar aprender em meio à distrações.

Caso isso não seja possível em casa, procure uma biblioteca pública ou a da sua instituição de ensino.

5 – Tenha uma ordem

Se matemática não for sua matéria preferida, estude-a primeiro. Só estude seu “xodó” depois de enfrentar seus obstáculos.

Psicologicamente, você se sente relaxado depois de terminar o que gosta. Assim, fica difícil continuar com o que não tem tanta afinidade. 

6 – Tenha um horário fixo

Quando você cria uma rotina de estudo, o seu cérebro deduz que todos os dias naquele horário você estudará. Isso é muito benéfico porque os neurônios já vão se preparando e o trabalho fica mais harmônico.

É ideal dar preferência aos horários em que você está com a mente mais descansada, por exemplo, pela manhã.

Se escolher estudar à noite, tome cuidado! Apesar de ser o momento final de um dia ativo, é preciso respeitar o ciclo circadiano. Sem o sono no horário ideal, seu estudo poderá ser em vão.

7 – Não subestime a matéria

É inadequado pular capítulos por achar que são fáceis ou simples. O excesso de confiança é tão prejudicial quanto a falta dela.

Muitas vezes, conceitos fundamentais passam despercebidos e geram dúvidas lá na frente, atrasando o andamento do estudo.

8 – Não tenha vergonha de suas dúvidas

 Mais do que em qualquer outra área, é quase impossível avançar em exatas quando não se tem as ferramentas certas.

Ter humildade e pedir ajuda é um passo essencial na aprendizagem. Por mais bobas que pareçam, quando surgirem dúvidas, procure seu professor ou assista videoaulas na internet.

9 – No dia da prova

Na hora em que a prova for entregue, faça uma leitura rápida, marque as questões que você sabe que é capaz de fazer e deixe as mais complexas para depois.

Não adianta perder tempo tentando resolver um exercício que vale pouco ou que te atrasará nos que você sabe fazer. Deixe alguns minutos para passar sua prova a limpo e revise suas respostas.

Aprender a controlar o estresse também ajuda a aumentar a concentração e ter melhores resultados. No dia antes da prova, apenas descanse. Aí você não pode deixar para estudar de última hora, não é mesmo?

Como aprender matemática sozinho: dicas práticas

Agora que você já sabe como deve se portar e absorver tudo, separamos, também, 5 dicas para você atuar de forma impecável ao estudar:

1 – Ter uma sólida matemática básica

Os conceitos básicos se encontram principalmente nas matérias do fundamental II (6° ao 9°ano). Daí em diante ainda nos encontramos na matemática básica, porém, já lidamos com seus desdobramento.

O fundamental é o período em que se desenvolve as propriedades e teoremas que são o início de qualquer raciocínio. Por isso, sem uma boa base, não é possível fazer muito.

Fizemos uma lista com o passo a passo das matérias a serem vistas para aprender matemática sozinho: 

  1. Noções sobre conjunto e subconjuntos
  2. Sistema de numeração e números primos
  3. Operações fundamentais (adição, multiplicação, subtração e divisão)
  4. Expressões numéricas
  5. Múltiplos e divisores (MMC e MDC)
  6. Fração e números decimais
  7. Sistema métrico (Medidas de volume, massa e comprimento)
  8. Potenciação
  9. Radiciação (raiz quadrada)
  10. Porcentagem
  11. Juros simples e compostos
  12. Média aritmética e ponderada
  13. Polinômios
  14. Figuras Geométricas ( ângulos, retas, paralelas, polígonos, triângulos, quadriláteros, circunferência e círculo)
  15. Função do 1º grau e do 2º grau
  16. Razões trigonométricas e Trigonometria
  17. Funções logarítmica e exponencial
  18. Matrizes e determinantes
  19. Progressões (Geométrica e Aritmética)
  20. Análise combinatória e Probabilidade
  21. Geometria plana, espacial e analítica

Essa é uma boa forma de saber como aprender matemática do zero e saber por onde começar a estudar!

2 – Estude a teoria!

É essencial ler e estudar bem a parte teórica do capítulo, pois o estudante que não entende a teoria terá muita dificuldade em resolver as atividades. Os exercícios existem para fixar na mente os conceitos, não para gerá-los!

Matemática não é só decorar fórmulas e automatizar operações. É também entender a lógica por trás das coisas. A capacidade de análise é uma ferramenta que começa justamente quando estudamos a teoria.

3 – Exercitar o cérebro constantemente

Um aspirante ao fisiculturismo jamais ganhará músculos se começar levantando 10 kg. Primeiro porque não tem preparo para isso. Segundo que, além de se frustrar, pode sair lesionado.

Da mesma forma funciona o nosso cérebro. É necessário criar uma rotina de estudos gradativa, treinar todos os dias um pouco. A memorização se dá a partir da repetição, bem como a agilidade nas contas.

Outra informação preciosa é não usar calculadora. Ela te acostuma com agilidade sem esforço, e te cega para seus erros.

Durante uma prova de escola ou vestibular, você levará mais tempo do que imaginava e ainda pode dar um branco no meio da operação. E isso pode te custar alguns pontos.

Lembre-se que fazer sempre os mesmos exercícios pode ser um engano, pois você pode ter apenas decorado a solução. Aconselhamos treinar com nosso Simulado online e gratuito, personalizável com o que você quiser!

4 – Faça você mesmo seu resumo

Essa é uma ótima forma de perceber se você realmente aprendeu a matéria, pois te obriga a reler os conteúdos estudados, usar sua capacidade de análise, síntese e ainda produzir uma explicação com suas próprias palavras. Se der branco, já sabe: estude melhor!

Além disso, se surgir uma dúvida no exercício, é mais fácil de consultar a dica no material que você mesmo preparou. Veja quais são as alternativas que você pode criar para aprender matemática sozinho:

  • Dicionário pessoal
  • Palavra-Chave
  • Mapas Mentais
  • Resumos e fichamentos
  • Flashes Cards

5 – Além do tradicional, seja ousado!

Para aquele que se pergunta como aprender matemática sozinho, é aconselhado variar as formas de estudar os conteúdos. Cada uma delas é importante e pode complementar uma percepção que a outra não trouxe.

As possibilidades são muito variadas: filmes, tutoriais,  jogos, questionários e muito mais. Até mesmo nas brincadeiras e situações do cotidiano você pode se propor pequenos desafios para “resolver de cabeça”.

Depois de estudar pelos livros tradicionais, você pode continuar exercitando seu cérebro de forma prazerosa, basta procurar apps, filmes, jogos e simulações! 

Veja só:

Formas legais para aprender matemática sozinho

Jogos:

Filmes:

Gostou do nosso artigo sobre como aprender matemática sozinho? No Instagram do Beduka tem muito mais conteúdo te esperando! São mais de 250 resumos e stories diários!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, etc.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por profissionais de várias formações (professores, jornalistas, filósofos), sempre prontos a oferecer os melhores conteúdos educacionais com foco no Enem e colaborar com a formação de todos os alunos. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

8 Comentários

  • O problema não são as operações somar,subtrair,dividir e multiplicar o problema são os assuntos que envolve essas operações tipo expressões numericas,geometria,teorema de pentágono,lógica,porcentagen,raiz quadrada etc esses assuntos que são complicados e não as operações as por que eu sei somar,subtrair,dividir e multiplicar mais os assuntos que envolve essas operações que são complicados as vezes eu fico em dúvida tento quebra a cabeça eu presto atenção nas aulas mais os assuntos são muito complicados

    • Calma Luan. São dificuldades normais que a grande maioria tem. Basta fazer muitos exercícios e se dedicar aos estudos que vai ficar tudo bem.

  • Minha dúvida é se depois de ver o assunto devo fazer logo exercício voltado para o enem Ou fazer exercícios do mesmo nível de aprendizado e se for do mesmo nível de aprendizado quando devo fazer exercícios voltados para o enem

    • Você deve começar pelos que estão do seu nível de aprendizado e ir melhorando até ficar pronto para os do ENEM. Não pode estagnar, mas também tem que ir com calma. Evoluir com constância.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador